Leão reúne prefeitos e lideranças do Litoral Norte e Agreste para atualizar planejamento territorial

Cinco cidades do território Litoral Norte e Agreste Baiano serão visitadas pelo vice-governador João Leão, secretário do Planejamento, neste final de semana, em mais uma agenda para atualização do Plano de Desenvolvimento Territorial Sustentável, no âmbito da Agenda de Desenvolvimento Territorial (AG-Ter), coordenada pela Seplan. No sábado (10), a comitiva esteve em Aporá, em um … Leia Mais


Mais de 100 policiais militares serão promovidos ao oficialato na Bahia

A Polícia Militar da Bahia promoverá 102 policiais, na próxima terça-feira (13), em Salvador. Na academia de Polícia da Vila Militar, no bairro do Dendezeiro os preparativos e treinamentos para o evento já começaram. Os crescimentos de carreiras são frutos do Plano de Promoção e Progressão que visa acelerar as ascensões dos PMs, consentindo que os … Leia Mais



“Fique No Lar” está presente em todos os 417 municípios da Bahia

A Plataforma “Fique No Lar” conseguiu atingir todos os municípios do estado da Bahia. O aplicativo é totalmente gratuita e útil para divulgar micro, pequenos e médios negócios no Estado. Com mais de oito mil empreendimentos cadastrados, atua em 27 territórios de identidades e permite o compartilhamento nas redes sociais.  Fruto da parceria entre as Secretarias … Leia Mais



Vendas do varejo baiano cresceram 29,4% em maio


As vendas no comércio varejista baiano registraram em maio de 2021 crescimento de 29,4%, em relação a igual mês do ano passado. No cenário nacional, a expansão nos negócios foi de 16%, na mesma base de comparação. Frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, as vendas no Estado da Bahia cresceram 2,9%, expansão superior a registrada para o Brasil (1,4%). No acumulado do ano, a taxa foi positiva em 9,5%. Os dados, divulgados nessa quarta-feira (07), são apurados pela Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – realizada em âmbito nacional – e analisados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento.

De acordo com o SEI, o crescimento das vendas do varejo baiano em maio pode ser atribuído ao receio menor dos consumidores à medida que conhecem o impacto da pandemia na economia. Além disso, o mês de maio é considerado pelos analistas de mercado a segunda melhor data para as vendas no setor, devido à comemoração do Dias das Mães. Apesar do período ainda atípico, a retomada do auxílio emergencial, o avanço do processo de imunização no país e o dinamismo do mercado de trabalho impulsionaram as vendas nesse mês.

“Todo este cenário fez o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) subir. Em maio, o crescimento foi de 3,7 pontos, passando para 76,2. Vale ressaltar ainda que as vendas do varejo baiano vêm apresentando crescimento desde abril e a Bahia segue líder na geração de emprego formal no Nordeste. Em maio foram gerados 10 mil postos de trabalho com carteira assinada, de acordo com Novo Caged”, afirma o vice-governador João Leão, secretário do Planejamento.

Por atividade, em maio de 2021, os dados do comércio varejista do estado baiano, quando comparados aos de maio de 2020, revelam que sete dos oito segmentos que compõem o indicador do volume de vendas registraram comportamento positivo.

O crescimento nas vendas foi verificado nos segmentos de Tecidos, vestuário e calçados (410,3%), Outros artigos de uso pessoal e doméstico (97,2%), Móveis e eletrodomésticos (79,1%), Livros, jornais, revistas e papelaria (72,3%), Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (66,5%), Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (27,6%), Combustíveis e lubrificantes (19,8%). Apenas Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo registrou variação negativa (-9,4%).
O comércio varejista ampliado, que inclui o varejo restrito e mais as atividades de Veículos, motos, partes e peças e de Material de construção apresentou expansão de 44,0% nas vendas, em relação à igual mês do ano anterior. Esse comportamento nos últimos três meses reverteu a sua trajetória de queda, registrando no acumulado dos últimos 12 meses, variação foi positiva de 3,4%.

 

 

Fonte: Ascom SEI/Seplan

Foto: Manu Dias/GOVBA

 

 

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


Exportações baianas crescem 55,4% em junho e alta no semestre alcança 20%


Estimuladas pela valorização das commodities, principalmente soja e minérios, as exportações baianas somaram US$ 925 milhões em junho, 55,4% superior ao mesmo mês do ano passado, alcançando o melhor resultado para o mês desde 2011. O resultado é o melhor da série histórica desde dezembro de 2018, quando as vendas externas do estado alcançaram US$ 988,6 milhões. No acumulado do primeiro semestre, as exportações baianas somaram US$ 4,41 bilhões, 20% acima de igual período de 2020. As informações foram analisadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria de Planejamento (Seplan).

O movimento de alta das exportações em 2021, segundo a SEI, vem sendo ditado pela retomada da atividade econômica no mundo, com países iniciando uma saída paulatina da pandemia do coronavírus. Além da continuidade de crescimento das vendas para a China (40,5%), as exportações tiveram impulso de regiões que haviam reduzido as compras de produtos baianos durante a fase aguda da crise sanitária em 2020 e que agora voltaram a comprar mais, como Estados Unidos (36,3%), União Europeia (25,6%) e Argentina (30,8%).

“Mais um sinal claro, e eu diria efervescente, da nossa retomada econômica. A economia baiana tem sido impactada positivamente por esse momento atual da economia global, que retorna à normalidade com a vacina da Covid-19. Este mês já comemoramos a liderança na geração de empregos no Nordeste e agora o crescimento da taxa de exportações. A expectativa é de, paulatinamente, termos reflexos positivos nos demais setores”, afirma o vice-governador João Leão, secretário do Planejamento.

Apesar do crescimento das vendas externas estar mais evidente entre as commodities, responsável por mais de dois terços da pauta do estado, os setores da indústria mais ligados ao comportamento da economia mundial, como o químico (35,8%), a metalurgia (28,2%), a de máquinas voltadas à geração de energia (3,5%), além dos segmentos influenciados pelo agronegócio, conseguem mostrar mais dinamismo e escapar do comportamento mais tímido daqueles ligados ao mercado doméstico, aponta a análise da Superintendência.

Ainda segundo a SEI, a recuperação da economia mundial ajuda o agronegócio e a indústria de base. E o agro mobiliza, no caso, da Bahia, as compras de bens de consumo tanto no mercado interno, quanto no externo (crescimento de 34,1% no semestre).

Outra característica importante do aumento das exportações este ano, são os preços. Eles estão pautando o aumento das receitas, já que o quantum embarcado (apesar de estar melhorando), ainda está 11,7% inferior a igual período do ano anterior. O aumento dos preços médios das commodities no semestre foi de 35,7% em relação ao mesmo período de 2020. Quando se analisam os índices de preços de exportações das commodities baianas, destacam-se o negócio do cobre e ferro-ligas, com alta de 75,3%, petróleo e derivados com 58,4%, minerais com 53,7% e a soja e derivados com incremento de 34,1%, na mesma base de comparação. Os preços das não commodities cresceram também, mas em um percentual inferior, de 28,5%.

Essa pressão de aumento do nível de preços das commodities deve perdurar no decorrer dos próximos meses, pois com a esperada reabertura do mundo com o avanço da vacinação aliado ao pacote fiscal/monetário expansionista dos Estados Unidos (EUA), impulsiona a demanda por diversos segmentos da pauta local. Então, o crescimento simultâneo das duas maiores economias mundiais, China e EUA, corrobora por uma demanda global mais aquecida e commodities em alta.

Importações

As importações baianas foram de US$ 861 milhões no mês passado, com alta de 127,3% em comparação ao mesmo período de 2020. No acumulado do semestre, as importações somam US$ 3,83 bilhões, com crescimento de 52,4%. Apesar do efeito da base baixa de comparação, a maior demanda por bens importados acontece via recomposição de estoques pela indústria, em um ambiente de escassez interna de suprimentos e de alguma reação na atividade econômica.

As compras externas seguem puxadas pelos combustíveis, tanto em junho (aumento de 510%), quanto no semestre (148,8%), sempre comparadas com o mesmo período do ano passado. Também houve incremento nas compras dos bens intermediários, que no semestre avançaram 35,7%, com destaque para minério de cobre (17,3%), cacau em grão (23%), óleos de palmiste (79%), fertilizantes (45%) e grafita artificial (14%).
Os bens de consumo também registraram crescimento de 34,1%, principalmente de células solares em módulos ou painéis (1.468%) e fritadoras eletrotérmicas de uso doméstico (250,8%). Isso aconteceu mesmo com câmbio depreciado, porque o desabastecimento também contribuiu para elevar preços no mercado interno.

Ainda há muita instabilidade em função da pandemia e é difícil saber se o movimento de alta nas compras externas irá se manter nesse nível, mesmo com uma base muito baixa de comparação. A continuidade e ritmo desse movimento ainda dependam do câmbio e da recuperação da demanda doméstica, ditada pela pandemia.

A corrente de comércio do estado, que soma os valores vendidos e comprados, avançou 33,2% no primeiro semestre, totalizando US$ 8,24 bilhões. Esse indicador é considerado importante, porque mede o dinamismo do comércio exterior do estado, bem como sua contribuição para o ritmo da atividade econômica.

 

 

Fonte/Foto:  Ascom SEI/Seplan

 

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


Nova parcela do vale-alimentação estudantil será paga no dia 15 de julho


Os estudantes matriculados na rede estadual de ensino irão receber mais uma parcela do vale-alimentação estudantil no dia 15 de julho. O pagamento do auxílio, no valor de R$ 55 por estudante, foi confirmado pelo governador Rui Costa, na noite desta terça-feira (6), durante o Papo Correria. Com este novo crédito totalizam-se R$ 316 milhões já investidos pelo Estado, com recursos próprios, no programa.

Também foi confirmado que o terceiro crédito do Programa Bolsa Presença será efetivado no próximo sábado (10). Com o benefício, cada família recebe, mensalmente, um crédito de R$ 150, totalizando mais de R$ 200 milhões em investimentos.

“Somando os dois benefícios, são mais de R$ 500 milhões investidos pela Bahia, com recursos próprios, para colocar comida na mesa das pessoas. Isso significa apoio a quem mais precisa. Estamos indo no limite das possibilidades financeiras do Estado para dar esse apoio para a educação de nossos estudantes. Além desses dois, temos o programa Mais Estudo, que concede bolsas de R$ 100 para 52 mil estudantes, que dão monitoria em Língua Portuguesa, Matemática e Educação Científica aos colegas. Vamos continuar fazendo cada vez mais”, afirmou o governador.

O vale-alimentação é usado exclusivamente para a compra de alimentos, como feijão, arroz, marcarão, ovos, carne e leite, sendo de livre escolha do estudante. Os alimentos podem ser comprados com o cartão Alelo em mais de 20 mil estabelecimentos credenciados nos 417 municípios baianos, além de distritos e povoados, movimentando também a economia do estado. Em caso de dúvida sobre o vale-alimentação, o estudante deve entrar em contato com a escola onde está matriculado ou pelos canais da Ouvidoria (0800 284 0011 e e-mail [email protected]).

Saúde

Durante o Papo Correria, Rui ainda assinou a ordem de serviço para a reforma e modernização do Hospital Especializado Octávio Mangabeira, no valor de mais de R$ 30 milhões. As obras terão início no dia 12 de julho e estão previstas para serem concluídas em dez meses. Serão realizadas intervenções em toda a unidade, incluindo a substituição de toda a rede elétrica e hidráulica, novas UTIs e um novo centro cirúrgico. A unidade terá 168 leitos, sendo 39 de UTI adulto e pediátrica, além de enfermarias dedicadas a pacientes de cirurgia torácica, cirurgia de cabeça e pescoço e oncologia.

Durante as obras, o ambulatório de pneumologia permanecerá funcionando e atendendo cerca de 4 mil pessoas por mês. Também permanecem abertos o serviço de bioimagem e o laboratório especializado, que faz análises diferenciadas, como o teste do suor. Já os serviços de infectologia clínica, vascular e cirurgia torácica serão incorporados por outras unidades da rede estadual na capital baiana, garantindo o acesso e assistência aos pacientes.

Volta às aulas

O governador também falou sobre a possibilidade do retorno às atividades escolares de forma semipresencial. “Temos registrado uma queda expressiva no número de internados e de novos casos de Covid-19 no estado. Se esses números continuarem caindo, nós vamos retornar as aulas agora no meio de julho num modelo híbrido, com as turmas alternando dia sim, dia não. Aproveito a oportunidade, faço um apelo também para os municípios começarem a se preparar para o retorno às aulas”.

Foto_Camila Souza_GOVBA

Fonte: Secom – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia

 

 

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


Leão defende ampliação do Conselho de Desenvolvimento Territorial com foco em equalizar arrecadação


O vice-governador João Leão, secretário do Planejamento, realizou nesta terça-feira (06), a primeira reunião do Conselho Estadual de Desenvolvimento Territorial (Cedeter) em sua segunda passagem pela secretaria do Planejamento (Seplan). O gestor frisou a importância de equilibrar as receitas dos territórios de identidade e sobre aumentar a arrecadação do Estado. A inclusão dos 27 Territórios de Identidade no conselho foi uma das reivindicações da agenda territorial.

Leão falou do crescimento das energias renováveis, em especial a eólica e solar fotovoltaica, que têm mudado a realidade de muitas localidades, principalmente no sertão baiano. São 225 parques em operação e 233 em construção e com construção prestes a iniciar. O Polo Agroindustrial e Bioenergético do Médio São Francisco foi outro exemplo utilizado como grande alavancador da economia.

“Nosso objetivo é aumentar e equalizar a receita na Bahia, pois elevando os índices de arrecadação no interior, vamos gerar empregabilidade nas regiões. Historicamente, Salvador e Região Metropolitana concentram a maior renda do estado. Atualmente são 72,74%, seguido de Litoral Norte e Agreste Baiano com 5,75% e Portal do Sertão com 5,54%. Juntos, eles são responsáveis pela arrecadação de 84% do ICMS. Esses três territórios concentram 4,2 milhões de habitantes, enquanto em todo restante do estado há mais de 12 milhões de pessoas. Não é justo que a renda fique toda concentrada”, declara o secretário do Planejamento.

Durante a apresentação do Polo Agroindustrial, que beneficia diretamente três territórios: Bacia do Rio Grande, Velho Chico e Bacia do Rio Corrente e juntos somam 3,17% da arrecadação, o diretor de Planejamento Territorial, Herbert Oliveira, afirmou que a região com um dos piores IDHs do estado tem disponibilidade hídrica para implantação de projetos irrigáveis com dois rios: Rio Grande e São Francisco. “Os projetos vão gerar emprego, renda e melhorar a qualidade de vida das pessoas”.

O polo, que já possui 16 projetos agrícolas, agropecuários, agroindustriais e sucroalcooleiros em implantação, é parte de uma iniciativa do Governo do Estado que visa criar outros polos de desenvolvimento na Bahia. A Fazenda Serpasa, do Grupo Paranhos, em Muquém do São Francisco, onde está em implantação a primeira usina sucroalcooleira do Polo Agroindustrial, entrará em operação no segundo semestre deste ano. São 12 pivôs de 110 hectares em operação, uma área de 1,3 mil hectares de cana de açúcar plantada e a expectativa é que o empreendimento gere 3,5 mil empregos diretos e indiretos.

A reunião contou com a presença de representantes da secretarias de Desenvolvimento Rural (SDR), de Cultura (Secult), de Segurança Pública (SSP), da Agricultura (Seagri), do Meio Ambiente (Sema) e da Saúde (Sesab). Além de 10 conselheiros representantes dos colegiados territoriais. Ficou definido que na próxima reunião, ainda com data a definir, todos os territórios estarão representados. Serão convocados os 11 conselheiros, 11 suplentes e cinco representantes dos territórios de identidade, que não fazem parte do conselho.

 

Fonte/Foto: Ascom/Seplan

 

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


HGRS recebe neurocirurgião Paulo Niemeyer para cirurgia inédita no SUS da Bahia


A primeira neurocirurgia para tratamento de Parkinson na Bahia pelo SUS foi realizada nesta segunda-feira (6), no Hospital Geral Roberto Santos, pelo neurocirurgião Leonardo Avellar, com a presença dos  neurocirurgiões Paulo Niemeyer Filho e Paulo Luiz Cruz, do Instituto do Cérebro do Rio de Janeiro. O procedimento, que está na fase piloto, visa controlar os sintomas da doença, possibilitando melhor qualidade de vida ao paciente. A primeira paciente a se submeter à neurocirurgia de Parkinson na Bahia tem 68 anos e sofre da doença há 20 anos. O procedimento não é indicado para todos as pessoas acometidas pelo Parkinson, apenas para alguns casos específicos.

A subsecretária da saúde do Estado, Tereza Paim, afirmou que hospitais de referência, como é o caso do Roberto Santos, devem estar cada vez mais especializados para compor a rede de atenção à saúde. “Esta é uma cirurgia altamente especializada que vem compor a rede de atenção à saúde. Claro que ainda vamos avançar bastante, mas o Hospital Roberto Santos pertence à rede própria do Governo do Estado, e grandes avanços têm que acontecer a cada momento para que o paciente tenha acesso e acolhimento para a sua patologia. Então, é muito importante nós avançarmos em tecnologia e essa é uma neurocirurgia com avanços tecnológicos e que fazem a melhoria da qualidade de vida do paciente”.

Paulo Niemeyer, do Instituto do Cérebro do Rio de Janeiro, destacou que “o Hospital Roberto Santos é muito bom, muito bem equipado, a Bahia tem uma tradição já na neurocirurgia e tem toda a possibilidade de desenvolver a cirurgia funcional, que é uma subespecialidade da neurocirurgia que vem crescendo muito, e isso inclui a cirurgia do Parkinson. Essa é uma cirurgia que nós já fazemos há muitos anos e temos uma experiência grande com ela. O dr. Leonardo Avellar nos convidou para participar dessa cirurgia que estão iniciando aqui no hospital e nós viemos numa tentativa de colaborar e passar um pouco da nossa vivência”.

O neurocirurgião Leonardo Avellar, que realizou o procedimento, enfatizou a importância do SUS. “Essa cirurgia mostra que o serviço público de referência consegue fazer qualquer coisa, como é o caso aqui do Hospital Roberto Santos, como é na nossa área de neurocirurgia e eu estendo também para as outras especialidades, pois eu sei que o hospital é de qualidade”. Para ele, com recursos humanos e financeiros, consegue-se fazer o que for necessário para atender à comunidade. “Eu acho que a grande importância da cirurgia de hoje é atender à comunidade. O implante de eletrodos que foi realizado é o primeiro do SUS na Bahia, e isso é bastante simbólico pelo valor agregado disso”.

A estreia vem junto com o novo Centro Cirúrgico do Roberto Santos, entregue recentemente pelo governador Rui Costa, e com nova administração, capitaneada pelo diretor-geral Adil Duarte. Ele destacou a presença do Dr. Paulo Niemeyer. “Contamos hoje com a presença de uma das maiores autoridades do País no assunto. Esse mesmo professor há dez anos esteve aqui falando sobre as possibilidades futuras da realização de procedimentos como o que hoje nós estamos realizando. Para nós, que estamos em um hospital que está ligado também à ciência e à pesquisa, à inovação, além da assistência, a materialização desse procedimento vem exatamente somar todas as expectativas da nossa direção, contribuindo e continuando as gestões anteriores, no sentido da inovação”.

 

 

Fotos: Elói Corrêa/ GOVBA

Fonte: Secom – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia

 

 

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.