Festa de Iemanjá é alterada devido à pandemia

Fotos: Valter Pontes/Secom Em 2021, a tradicional Festa de Iemanjá, que acontece todos os anos no dia 2 de fevereiro, vai ser dia de reverenciar a Rainha do Mar em casa, mesmo. As manifestações que envolviam a entrega de presentes na Colônia de Pescadores Z1 e que costumavam reunir milhares de pessoas nas ruas do … Leia Mais


Estudo aponta que 20% da população já teve contato com a Covid-19 em Salvador

Os dados da primeira etapa do Inquérito Epidemiológico sobre a Covid-19 em Salvador, iniciativa realizada pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) em conjunto com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), apontaram que 20% da população de Salvador já teve contato com a doença. Os detalhes foram apresentados pelo prefeito Bruno Reis, acompanhado da vice e secretária … Leia Mais


Prefeitura anuncia novas medidas para conter coronavírus em Salvador

Para conter o novo aumento do número de casos de Covid-19 na capital baiana, a Prefeitura vai adotar novas medidas de combate à pandemia e proteção à vida. A apresentação foi feita pelo prefeito ACM Neto nesta segunda-feira (7), na área externa do Palácio Thomé de Souza, no Centro, ao lado do vice-prefeito Bruno Reis e … Leia Mais


Obras na Avenida Tancredo Neves alteram itinerários do transporte público

A Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) informa que, para dar início às obras de requalificação da Avenida Tancredo Neves, duas áreas serão interditadas a partir deste sábado (5):  os trechos da Avenida Magalhães Neto  entre a concessionaria Honda até a passarela do Edifício TK Tower, no sentido Avenida Tancredo Neves, e o da passarela do … Leia Mais


Taxa de ocupação de UTIs Covid cresce em Salvador e prefeitura reabre leitos

Depois de desmobilizar leitos para Covid-19 nas últimas semanas devido a redução dos números da pandemia na capital baiana, a prefeitura de Salvador determinou, neste sábado (21), a reabertura de 30 leitos de Tratamento Intensivo. A informação foi divulgada pelo secretário municipal da Saúde, Leo Prates, através do twitter. “O Prefeito acaba de determinar a … Leia Mais


Kiki Bispo declara apoio à reeleição de Geraldo Júnior: “tendência natural”


O vereador Kiki Bispo (DEM), vice-presidente da Câmara de Salvador, confirmou apoio à continuidade do mandato de Geraldo Júnior (MDB) como presidente da Casa a partir de janeiro de 2021. O posicionamento de Kiki era um dos mais esperados, porque ele vinha sendo apontado como possível candidato ao comando do Legislativo, assim como aconteceu em 2018.

“Foi uma tendência natural. Ele teve boa atuação junto aos vereadores e aprovou matérias importantes para a casa”, afirmou o democrata ao BNews nesta quinta-feira (19). Na última terça, ele já havia sinalizado intenção de apoiar Geraldo porque considerava haver uma espécie de “apoio tácito” da maioria dos vereadores ao emedebista.

Naquele dia, Geraldo Júnior conseguiu reunir 25 apoiadores e formou maioria necessária para ser reeleito. Até então, nenhum outro vereador manifestou intenção de concorrer ao posto mais alto da CMS. Nesta quinta, a bancada do PT também oficializou apoio a Geraldo.

Em 2020 Kiki Bispo trocou o PTB pelo DEM, partido que desde o início do ano nutria desejo de brigar pela presidência. Reeleito para o terceiro mandato com 7.045 mil votos, Kiki é um dos nomes do Legislativo com maior trânsito no Palácio Thomé de Souza, especialmente na interlocução com o prefeito eleito Bruno Reis (DEM).

 

 

 

 

Foto: Divulgação

Fonte: BNews

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


Setor estima que 70% dos bares e restaurantes reabrem hoje (10)


Cerca de 4,2 mil bares e restaurantes deverão abrir as portas em Salvador, nesta segunda-feira (10), primeiro dia de retomada do segmento após quase cinco meses de atividades presenciais suspensas por conta da pandemia do novo coronavírus. De acordo com Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (SHRBS), o quantitativo corresponde a 70% dos seis mil estabelecimentos filiados à entidade.

O sindicato calcula que 30% dos bares e restaurantes da cidade não reabram hoje em função da falta de capital de giro. Segundo o presidente do SHRBS, Sílvio Pessoa, os empresários têm enfrentado dificuldades para conseguir disponibilidade de linha de crédito junto aos bancos, recursos que serviriam para arcar com aluguéis e contas de consumo.

“O segmento bares e restaurantes está muito mal visto (pelas instituições financeiras), sendo tido como grupo de risco para pagamento. Além disso, acreditamos que, no primeiro e segundo mês de retomada, o consumo vai ser pequeno por parte da população, pois as pessoas estão temerosas em sair de casa para comer e beber, mesmo os bares e restaurantes sendo um dos setores mais fiscalizados, principalmente pela Vigilância Sanitária”, ressalta Sílvio Pessoa.

“Posso afirmar categoricamente que somos um dos setores mais seguros. A maioria dos bares e restaurantes já está preparada para atender aos protocolos geral e setorial determinados pela Prefeitura. Vamos só nos adaptar com algumas medidas, como redução de salão, cardápio com QR-code ou plastificado, higienização imediata de mesas e cadeiras após troca de cliente, disponibilização de temperos em sachês etc. Boa parte das ações já eram feitas”, acrescenta o presidente do presidente do SHRBS.

Fiscalização – Além de bares e restaurantes, estão autorizados a reabrir hoje academias de ginástica, barbearias, salões de beleza, centros culturais, bibliotecas, museus, galerias de arte e lanchonete.

Todos os estabelecimentos precisam cumprir os protocolos amplamente divulgados pela Prefeitura. Para garantir o cumprimento das normas, a Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) realiza, a partir de hoje, uma fiscalização rigorosa por toda a cidade.

Espaço público – Entre as medidas da Prefeitura para estimular a reabertura de bares e restaurantes na cidade está a liberação do uso do espaço público para colocação de mesas e cadeiras. Desde o último dia 24 de julho até hoje (10), a Sedur recebeu 73 solicitações, sendo que 30 processos foram autorizados.

Marcelo Reis Lauriano, proprietário da pizzaria Acqua & Farina e do restaurante La Pasta Gialla, na Pituba, foi um dos comerciantes que tiveram o pedido deferido. O empresário conta que está concluindo a implantação de um parklet, que receberá três mesas e quatro cadeiras.

Além disso, a calçada defronte aos estabelecimentos terão mais duas mesas, com dois assentos. Segundo ele, tudo está pronto para o “novo normal” no retorno à clientela. “Implantamos um sistema em que o cliente poderá fazer pedido pelo celular com leitura de QR-Code. Também compramos tapetes sanitizantes e totem para dispensação de álcool em gel. Quem sentar na mesa ganhará lencinho umedecido para higienização. Além disso, nossos funcionários tomaram treinamentos para atender com precauções. Todos eles farão uso de EPIs”, explica.

Confira abaixo as regras de funcionamento dos bares e restaurantes nesse momento:

– O horário de funcionamento de restaurantes, bares, pizzarias, temakerias, sorveterias, doçarias, cafeterias e similares será de segunda-feira a domingo, das 12h às 23h;

– O horário de funcionamento de lanchonetes e similares será de segunda-feira a domingo, das 7h às 16h;

– Os estabelecimentos localizados em shoppings e centros comerciais seguirão o horário destes empreendimentos;

– Na chegada aos estabelecimentos, a temperatura dos colaboradores, prestadores de serviço e clientes deve ser aferida, e aqueles com resultado igual ou superior a 37,5°C devem ser direcionados para acompanhamento de saúde adequado;

– O uso de máscaras é obrigatório, exceto durante as refeições;

– Não poderão ser realizados eventos de reabertura;

– Não poderão ser oferecidos alimentos e bebidas como cortesia ou demonstrações que estejam em mesas, balcões ou assemelhados de uso comum ou compartilhado;

– É obrigatório afixar, em locais visíveis e próximos às entradas, os protocolos geral e setorial, como também a capacidade máxima de pessoas permitidas simultaneamente no estabelecimento;

– Os restaurantes com serviço de buffet terão que disponibilizar funcionários, utilizando os EPIs adequados, como máscara de tecido e face shield, avental e touca, para servir os clientes;

– Para restaurantes que atuam com sistema de rodízio, é obrigatória a adoção de serviço por pedido específico (à la carte) ou por buffet (com uma pessoa servindo), com as adequações estruturais necessárias;

– A distância entre as mesas deve ser de, no mínimo, 2m. E a distância entre as cadeiras de mesas diferentes deve ser de, no mínimo, 1m;

– Cada mesa está limitada à quantidade máxima de 6 pessoas;

– Os sanitários deverão dispor de pias, preferencialmente sem acionamento manual, com água, sabão, papel toalha e lixeira com tampa e acionamento por pedal, não sendo permitido o uso de secadores de mãos automáticos;

– Deve ser priorizado o funcionamento com reservas para organizar a disposição dos clientes no espaço e evitar filas;

– Os estabelecimentos serão responsáveis pelo ordenamento das filas nas áreas internas e externas, inclusive com uso de monitores, se necessário, garantindo o afastamento mínimo de 1,5m entre as pessoas e a obrigatoriedade do uso de máscaras;

– Os elevadores de uso exclusivo dos estabelecimentos de alimentação serão restritos a idosos, pessoas com deficiência ou com dificuldade de locomoção, limitado a pessoas de uma mesma unidade familiar a cada uso;

– Em restaurantes, fica proibido o consumo de alimentos e bebidas no balcão. Nos bares e lanchonetes, os clientes sentados nos balcões deverão respeitar o afastamento mínimo de 2m;

– Devem ser adotados cardápios digitais utilizando, por exemplo, um QR-Code que pode ser lido através de telefone celular, ou escrever os itens em uma lousa ou similar e, em não sendo possível abolir o menu físico, deverá ser disponibilizado um modelo plastificado, que deve ser desinfetado com álcool a 70% ou similares após cada uso. Em caso de uso de tablet, realizar desinfecção a cada cliente com álcool isopropílico;

– Deve ser evitada a utilização de comandas individuais em cartões e, caso necessário, estes deverão ser higienizados a cada uso;

– Só é permitida a disponibilização de temperos, molhos, condimentos e similares de forma individualizada, em sachês e apenas no momento de cada refeição;

– As mesas e cadeiras devem ser higienizadas, após cada cliente, com sanitizante (álcool 70%, água sanitária ou solução de efeito similar, seguindo as recomendações do fabricante) sempre após o término de cada atendimento ou refeição, podendo ser cobertas com plástico para facilitar a higienização;

– Fica proibida a execução de música ao vivo e, havendo música ambiente, manter a intensidade máxima do som em 35 decibéis (dB);

– Fica proibido o uso de áreas de entretenimento, como espaço kids, parques, brinquedotecas, salão de jogos e similares.

 

 

 

ASCOM / Prefeitura de Salvador

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


Frota de ônibus é ampliada para 80% a partir de hoje (10)


Semob reforça ações de limpeza tanto nos veículos quanto nas estações

A frota de ônibus de Salvador foi reforçada desde o início da manhã de hoje (10) em função do começo da fase dois da retomada das atividades econômicas. No total, são 1.770 veículos circulando nos horários de pico: das 5h às 8h, das 8h às 12h e das 15h às 21h. Para garantir a segurança e a saúde dos usuários, a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) intensificou as ações de higienização.

Os 1.770 veículos representam 80% da frota da cidade, um aumento de 10% em relação à circulação dos coletivos na fase um da retomada das atividades. A última viagem do bairro para o Centro será às 22h, enquanto no sentido oposto acontecerá às 23h. Estão mantidas as programações atuais nas estações de transbordo, ou seja, das 4h à meia-noite.

A ampliação da frota vem ocorrendo de maneira gradativa, de acordo com a evolução do novo coronavírus e também as fases de reabertura do comércio e demais atividades, passando inicialmente de 30% para 55%, depois alcançando 70% e agora 80%. Quando a cidade entrar na fase três da retomada, o percentual será de 90% (1.991 veículos).

Aliado ao aumento da frota, as estações de transbordo da Lapa, Pirajá, Acesso Norte e Mussurunga contam com profissionais distribuindo máscaras e borrifando álcool em gel nas mãos dos passageiros das linhas de maior demanda. A borrifação e distribuição de máscara vai continuar enquanto durar a pandemia.

“É uma ação que estamos fazendo para contribuir para a diminuição da circulação do vírus na cidade. Quando a frota chegar em 100%, vamos passar também a medir a temperatura das pessoas com o termômetro digital de testa”, afirmou o titular da Semob, Fábio Mota.

Cerca de 500 mil pessoas estavam utilizando o serviço de transporte coletivo por ônibus na capital diariamente. O número representa 42% dos 1,3 milhão de passageiros que utilizavam o ônibus diariamente para se deslocar antes da pandemia. Esse número deve aumentar com o início da fase dois da retomada.

Outras ações – Fábio Mota disse que outras medidas adotadas pela pasta para a contenção da proliferação do coronavírus, a exemplo da higienização diária das estações de transbordo, escadas rolantes e dos veículos, com a parceria da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb), serão intensificadas. A limpeza dos ônibus é feita nas garagens e nos finais de linha com a utilização de uma solução composta por água e hipoclorito de sódio.

Os passageiros ainda podem fazer a higienização das mãos em lavatórios e dispensers de álcool em gel instalados na Estação da Lapa. Na mesma estação, câmeras foram instaladas para medir a temperatura e detectar se as pessoas estão utilizando a máscara e, ainda, utilizando corretamente o objeto de proteção.

Quem apresenta temperatura superior a 37,5ºC é encaminhado para a realização de teste PCR-RT. Em caso de resultado positivo, a orientação é ficar em casa, e a Prefeitura monitora a cada 48 horas através do Salvador Protege.

 

 

 

 

ASCOM / Prefeitura de Salvador

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


Prefeitura anuncia protocolos da segunda fase da retomada das atividades


Os protocolos setoriais da fase dois de retomada das atividades econômicas em Salvador foram resumidamente apresentados hoje (05) pelo prefeito ACM Neto, durante a inauguração de mais um elevado do BRT, na Avenida ACM. Nessa fase, vão poder reabrir academias de ginástica e similares; barbearias, salões de beleza e equivalentes; centros culturais, bibliotecas, museus e galerias de arte; lanchonetes, bares e restaurantes.

“Vamos contemplar, nesse segundo momento da reabertura, 30 mil estabelecimentos comerciais. Esperamos que isso não represente nenhum risco de crescimento do novo coronavírus na cidade. A fase um, que iniciamos no último dia 24, não teve um impacto negativo na rede de saúde, pois estamos regulando cada vez menos pacientes em nossas Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) e não houve estouro do número de casos e nem pressão nos hospitais”, avaliou ACM Neto.

A fase dois deve ser iniciada até o começo da semana que vem. Isso vai depender da taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivos para pacientes com a Covid-19 se manter em até 70% por mais dois dias (ontem, o percentual foi de 68%). “Já acumulamos três dias com a taxa nesse patamar para baixo. Pelo protocolo conjunto que elaboramos com o governo do Estado, restam apenas dois dias. Esperamos que, até o final desta semana, já tenhamos alcançado os critérios para a fase dois”, disse o prefeito.

“Vale frisar, entretanto, conforme anunciei ontem e já conversei com os setores que vão voltar na fase dois, que esse novo momento de reabertura só pode acontecer a partir de segunda (10), para evitar aglomerações em restaurantes no Dia dos Pais”, acrescentou ACM Neto.

Ele destacou que a Prefeitura segue investindo na ampliação de leitos e aquisição de equipamentos para que a taxa de ocupação nas UTIs caia ainda mais, ampliando o atendimento à saúde para quem precisar. Esta semana, por exemplo, devem chegar a Salvador mais 55 novos respiradores. “Quanto mais folga tivermos nas unidades de saúde, mais segurança temos de que a reabertura se dará sem risco de retrocesso”.

Academias – As academias poderão funcionar de segunda a sábado, com horário livre definido por cada estabelecimento, inclusive aquelas localizadas em condomínios. A capacidade será de uma pessoa a cada 6m². Haverá permissão de realização de atividades individuais e coletivas com marcação no solo. O tempo de permanência máximo de cada aluno será de uma hora, com uso obrigatório de máscara em todas as atividades. Para alunos de crossfit e de aulas coletivas, deverá haver afastamento mínimo de mais de 2m entre eles.

A higienização dos aparelhos, que precisam ter a distância mínima de 1,5m entre eles, precisa ser constante após cada uso, sem compartilhamento. Deverá haver medição de temperatura de funcionários e clientes. O uso de piscina estará proibido. “As regras terão quer ser cumpridas, pois vamos fiscalizar. Exemplo: se a Prefeitura flagrar clientes ou funcionários sem máscaras, haverá interdição. Por isso, as academias devem evitar que esse tipo de situação aconteça orientando alunos e trabalhadores”, disse ACM Neto, informando que a capital baiana possui quase 2,2 mil estabelecimentos do tipo.

Salões de beleza – Os cerca de seis mil salões de beleza, barbearias e similares da cidade poderão abrir de segunda a sábado, das 10h às 19h, com 30% da capacidade total e medição de temperatura de funcionários e clientes. O intervalo entre um cliente e outro deverá ser de, no mínimo, 15 minutos, para possibilitar a higienização do local.

O atendimento deverá ser individual e com hora marcada, e acompanhantes só serão permitidos para crianças, idosos e pessoas com deficiência. Continua vedado serviços que necessitem a retirada de máscaras e outros Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) durante o atendimento.

Bares e restaurantes – Bares, restaurantes, pizzarias, sorveterias e similares, que somam 22 mil estabelecimentos em Salvador, poderão reabrir para atendimento presencial de segunda a domingo, das 12h às 23h. As lanchonetes, por sua vez, poderão reabrir de segunda a domingo, das 7h às 16h. É preciso haver afastamento de dois metros entre as mesas e um metro entre cadeiras de mesas diferentes.

O máximo de pessoas permitido será de seis por mesa. O uso de máscaras será obrigatório, sendo liberado apenas no momento da refeição. Fica proibida a realização de eventos. O cardápio deverá ser digital ou plastificado e higienizado a cada uso. O serviço de buffet, se houver, deverá contar obrigatoriamente com um funcionário servindo. Rodízios estarão proibidos. O atendimento via delivery e com retirada do balcão poderá seguir sem restrição de horário.

Museus, galerias e bibliotecas –
 Centros culturais, museus, galerias e bibliotecas poderão reabrir de segunda a sábado, das 10h às 16h, e domingo sem restrição de horário, com capacidade reduzida a 30% do total permitido em cada estabelecimento. Fica proibido o uso de audioguias e visitas guiadas. Obras e exposições interativas não serão permitidas. Exibição de filmes ou vídeos apenas em espaços abertos, com duração máxima de 15 minutos. A venda de ingressos será preferencialmente virtual, com horário agendado para visitantes, inclusive em casos de acesso gratuito. E o circuito de visitação deverá ser em mão única.

Alimentação em shoppings – 
Além de anunciar os protocolos setoriais da fase dois, o prefeito divulgou também a segunda etapa da retomada de atividades que já reabriram na primeira fase. Estarão liberadas, por exemplo, as praças de alimentação de shoppings e centros comerciais com 50% da ocupação total. As academias, salões de beleza, restaurantes e lanchonetes também poderão reabrir nos shoppings e centros comerciais. Já as obras em imóveis residenciais habitados podem ser ampliadas para quatro funcionários a cada 100m², mediante autorização do condomínio.

Regras gerais – Além dos protocolos setoriais, com determinações específicas que foram debatidas com os segmentos e acordados com o governo do Estado, todas essas atividades precisam seguir também as regras gerais estabelecidas pelo município para toda a cidade. Confira todas elas clicando em http:// informe. salvador. ba. gov. br/ coronavirus/ decretos/protocolos.

Entenda o faseamento – Segundo o protocolo geral elaborado pela Prefeitura e governo do Estado, a liberação das atividades econômicas, culturais e religiosas na cidade se dará em fases que estão ligadas ao percentual de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para tratar pacientes com a Covid-19 na cidade.

Para que Salvador entrasse na fase um, que começou no último dia 24, a taxa de ocupação dos leitos precisava estar em no máximo 75%, permanecendo assim por cinco dias. Nessa fase, foram reabertos para atendimento presencial shoppings centers e centros comerciais, lojas de rua acima de 200 metros quadrados, templos religiosos e eventos no sistema drive-in, todos com protocolos específicos de funcionamento.

Para o começo da fase dois, é preciso antes um ciclo de intervalo de 14 dias em relação à fase um. Além disso, é necessário que, durante cinco dias – que podem ser contados inclusive dentro desse ciclo de 14 -, a taxa de ocupação dos leitos fique em no máximo 70%.

Para ingressar na fase três, a regra é a mesma, só que a taxa de ocupação de leitos exclusivos para tratar pacientes com a Covid-19 deve ser de no máximo 60%. Nesse terceiro momento, poderão reabrir parques de diversões e parques temáticos; teatros, cinemas e demais casas de espetáculos; clubes sociais, recreativos e esportivos; centros de eventos e convenções.

Outros setores não citados, a exemplo da volta às aulas e a reabertura de praias e equipamentos públicos, não fazem parte do faseamento e terão regras e prazos de retomada específicos que serão divulgados pela Prefeitura, avaliando a evolução do quadro do novo coronavírus na cidade.

Risco de retrocesso – Para que se configure risco de retrocesso, é preciso que o percentual de ocupação das taxas de UTI para pacientes com a Covid-19 varie cinco pontos percentuais acima do limite de cada etapa do faseamento no ciclo de 14 dias entre as fases. Se isso ocorrer, Prefeitura e governo do Estado se reúnem para avaliar o fechamento de atividades. Exemplo: se, após a liberação da fase dois, o percentual de ocupação das UTIs subir para 75% ou mais no ciclo de 14 dias, permanecendo assim, esse risco se configura.

 

 

Fonte: ASCOM / Prefeitura de Salvador

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


Shoppings, centros comerciais e grandes lojas de rua podem abrir para atendimento presencial nesta sexta (24)


Com uma taxa de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para pacientes com a Covid-19 variando de 75% a 73% nos últimos cinco dias, contados de domingo (19) até hoje (23), Salvador entra, nesta sexta-feira (24), na fase um de retomada das atividades econômicas, religiosas e culturais. O decreto com esse objetivo foi assinado no final desta tarde pelo prefeito ACM Neto, em coletiva virtual de imprensa.

Para que a capital baiana entrasse na fase um de retomada, era preciso que a taxa de ocupação das vagas em UTIs permanecesse no patamar máximo de 75% por cinco dias consecutivos, conforme protocolo conjunto elaborado pela Prefeitura e governo do Estado. Isso aconteceu graças à ampliação da quantidade de leitos nas últimas duas semanas. Somente da Prefeitura, hoje são 217 leitos, e até agosto serão pelo menos 250. Na totalidade, somando os do Estado, atualmente são 667.

Nessa primeira fase, vão poder abrir de forma presencial, mediante protocolos gerais e específicos de segurança e proteção à vida, os shoppings centers e centros comerciais correlatos, bem como lojas de rua acima de 200 metros quadrados (aquelas com área inferior já podiam abrir seguindo as regras determinadas pelo município).

Eventos em sistema drive in também poderão solicitar autorização para acontecer junto à Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur). E mais: cultos em templos religiosos estão liberados para um público maior do que 50 pessoas, a depender do tamanho da área do espaço.

“Chegamos a mais de 120 dias de enfrentamento da Covid-19 com resultados que nos permitem iniciar essa reabertura com segurança, como sempre defendemos, apesar de todas as pressões. Estamos orgulhosos desse momento e do que fizemos até aqui. Salvador, em nenhum momento, deixou de atender quem estava com o coronavírus e precisou de amparo da rede de saúde. Ao contrário de outras cidades do Brasil e do mundo, algumas muito mais ricas nós, nosso sistema de saúde não entrou em colapso porque a prioridade sempre foi salvar vidas”, disse ACM Neto.

Lembre os protocolos – O prefeito ressaltou que a retomada será acompanhada de intensa fiscalização por parte da força-tarefa liderada pela Sedur, visando a garantia de que os protocolos gerais e específicos serão cumpridos. Ele pediu que os próprios cidadãos atuem como fiscais. “Para que a gente não perca tudo que conquistou até aqui, precisamos do apoio da população, mantendo as regras de distanciamento social, saindo somente de máscara, evitando aglomerações e também fiscalizando e denunciando irregularidades”, frisou.

Os shoppings e centros comerciais, que estavam funcionando apenas no sistema drive-thru, poderão, por exemplo, reabrir com atendimento presencial nas lojas seguindo as regras gerais, como o uso obrigatório de máscaras e higienização de ambientes e produtos, e as específicos, como a limitação de uma pessoa a cada nove metros quadrados em áreas comuns.

Além disso, dentro das lojas só pode haver uma pessoa a cada cinco metros quadrados; o estacionamento deve ser limitado a 50% das vagas; é preciso haver medição de temperatura de todos; a realização de eventos presenciais está proibida; e o horário de funcionamento deve ser das 12h às 20h, de segunda a sábado.

Vale frisar que, no caso das áreas de alimentação, elas devem funcionar apenas no sistema drive-thru ou para a retirada do produto no balcão, sem consumo nesses locais. O consumo nas áreas de alimentação dos shoppings só deve ser liberado quando a cidade entrar na fase dois da retomada das atividades.

Para as lojas de rua acima de 200 metros quadrados, também valem os protocolos gerais e os específicos. Entre as especificidades estão a autorização de funcionamento apenas de segunda a sexta, das 10h às 16h; limitação de uma pessoa a cada nove metros quadrados; estacionamento restrito a 50% da capacidade para aqueles com mais de 10 vagas; atendimento prioritário para grupos de risco; proibição de eventos presenciais e de consumo de alimentos no local.

Os eventos que utilizem o sistema drive in, por sua vez, estarão liberados na fase um também seguindo protocolos gerais de proteção à vida e específicos, que são: autorização prévia do poder público municipal, lotação do estacionamento com no mínimo 1,5 metro de distância entre os automóveis; venda de ingressos exclusivamente online, assim como a comercialização de alimentos e a entrega nos carros; e banheiro com fila virtual.

Já as igrejas e demais templos religiosos poderão funcionar sempre de segunda a sábado, das 10h às 20h, e domingo sem restrição de horário; com até 20% da capacidade do salão ou 50 pessoas, o que for maior; proibição de aulas e reuniões; e fechamento de espaços para crianças. Além disso, o uso de máscaras nesses espaços, que antes era uma recomendação, agora é obrigatório.

Transporte público – O prefeito explicou que o sistema de transporte está planejado para cada fase e de acordo com os horários de funcionamento das atividades liberadas. Na primeira fase, a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) disponibilizará 70% da frota, com concentração maior nos horários de pico (das 5h às 8h, das 8h às 12h e das 15h às 21h), com o total de 1.514 ônibus. Dos bairros para o Centro, a última viagem acontece às 22h, enquanto no sentido inverso, às 23h. Nas estações de transbordo, continua valendo a programação atual (das 4h à meia-noite).

Outros dados – Além do percentual de ocupação de leitos de UTI, o prefeito apresentou outros números que apontam para a estabilidade e desaceleração dos principais indicadores relacionados à pandemia. A quantidade de novos casos, por exemplo, tem apresentado redução em três semanas consecutivas, quando se compara a média móvel dos últimos sete dias com a mesma medida há 14 dias anteriores. Nas semanas entre 28 de junho e 18 de julho, a queda começou em 24%, chegando a 51% e terminando em 61%.

Os dados demonstram ainda que Salvador apresenta uma situação bem melhor do que outras capitais do país no que se refere à taxa de letalidade da doença. A capital baiana apresenta um desempenho superior a outras 13 cidades, a exemplo do Rio de Janeiro, São Paulo, Fortaleza, Recife, Natal, Manaus e Vitória.

“Quando comparamos os dados de Salvador com os de outras cidades do país, os números falam mais do que as palavras. Tomei decisões que desagradaram muita gente, sempre tendo como prioridade salvar vidas. Sei que muitos empresários e trabalhadores estão sofrendo, pois tiveram que parar seus negócios ou atividades. Sempre entendi esse drama. Mas vejam que muitas cidades enfrentaram problemas graves que nós não enfrentamos, a exemplo do colapso na rede pública de saúde. Tivemos condições de salvar milhares de vida, tanto de Salvador quanto do interior ou até de outros estados”, enfatizou ACM Neto.

Faseamento – Para ingressar na fase dois da retomada, é preciso que haja um intervalo de 14 dias, contados desta sexta (24) e incluindo os cinco consecutivos com a taxa de ocupação dos leitos de UTI na casa dos 70%. Na terceira etapa, o patamar precisa ser de até 60%.

Na fase dois da retomada das atividades, irão poder reabrir academias de ginásticas e similares, barbearias, salões de beleza, centros culturais, museus, galerias de arte, lanchonetes, bares e restaurantes. Já na terceira e última etapa de reabertura, estarão aptos a funcionar parques de diversões e parques temáticos, teatros, cinemas, casas de espetáculos, clubes sociais, recreativos e esportivos, centros de eventos e de convenções.

Escolas, parques públicos, praias, e demais espaços não listados nas fases que terão outros critérios de retomada anunciados no momento oportuno.

 

 

 

 

Siga o nosso portal METRÓPOLE NOTÍCIAS nas redes sociais: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
METRÓPOLE NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.