Silvio Humberto Comemora a regulamentação da Lei Aldir Blanc na capital baiana

Na manhã desta quarta-feira (23), os vereadores aprovaram a regulamentação da Lei Aldir Blanc em sessão ordinária semipresencial por meio de videoconferência, na oportunidade, foi aprovado também a prorrogação do auxílio Salvador por Todos em virtude dos impactos na economia causados pela pandemia da COVID 19. O vereador Sílvio Humberto (PSB) usou as redes sociais … Leia Mais



Ireuda Silva e secretário de Educação discutem implementação de programa para combater violência doméstica

A vereadora Ireuda Silva (Republicanos) encontrou-se com o secretário de Educação de Salvador, Bruno Barral, para discutir a implementação do projeto “Guardiã Maria da Penha nas Escolas”. A ideia é incluir atividades pedagógicas para conscientizar alunos e pais sobre a violência doméstica e familiar. De acordo com o projeto de indicação sobre o assunto, o … Leia Mais


Aladilce pede manutenção das atividades do Hospital Espanhol

Vereadora protocolou um Projeto de Indicação na Câmara pedindo continuidade do funcionamento da unidade de saúde O Hospital Espanhol, um dos maiores de Salvador, funcionou como hospital de campanha durante a pandemia da Covid-19, cinco anos após seu fechamento. Com a queda no número de internações pela doença, o hospital pode fechar as portas novamente. … Leia Mais


Programa “Forte por Ser Mulher” discute dificuldades para mulheres surdas denunciarem casos de violência

Como as mulheres com deficiência auditiva podem denunciar após serem vítimas de violência? Esse foi o tema do programa “Forte por Ser Mulher” desta quinta-feira (03), transmitido nas redes sociais da vereadora Ireuda Silva (Republicanos). Durante a edição, a republicana conversou com a professora de libras Laiza Rebouças, que é surda. O programa recebeu diversos comentários … Leia Mais


“Aumento do assassinato de negros só reforça a tese de que há um genocídio em curso”, diz Ireuda Silva


Para a vereadora Ireuda Silva (Republicanos), o aumento de homicídios de pessoas negras no país só comprova que há um genocídio em curso motivado pelo racismo. Segundo pesquisa do Fórum de Segurança Pública e do Ipea, a taxa saltou 11,5% de 2008 a 2018, e o assassinato de não negros caiu 12,9%. Entre as mulheres, o assassinato de negras cresceu e o de brancas caiu.

“É estarrecedor que estejamos caminhando para um aumento do número de assassinato de pessoas negras, quando deveríamos estar dando passos largos na construção de um país mais igualitário. Esses dados mostram a expressão máxima do racismo na sociedade brasileira, que precifica a vida das pessoas com base na cor da pele. O aumento do assassinato de negros só reforça a tese de que há um genocídio em curso”, avalia Ireuda, que é presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher e vice-presidente da Comissão de Reparação.

Ainda de acordo com Ireuda, essa parcela da população é vulnerável em vários outros aspectos. “A falta de acesso à educação de qualidade, emprego e políticas públicas que ofereçam perspectivas de vida empurra inúmeros jovens para a criminalidade e, em muitos desses casos, para o túmulo. Além disso, são alvos preferidos de abordagens policiais violentas”, acrescenta a republicana.

 

 

 

 

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


Projeto de Ireuda que cria a Guardiã Maria da Penha tramita na Câmara


Presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara de Salvador, a vereadora Ireuda Silva (Republicanos) indicou ao prefeito ACM Neto (DEM) a criação da Guardiã Maria da Penha na Guarda Civil Municipal. O objetivo é combater a violência contra a mulher por meio da atuação preventiva e comunitária da corporação.

Apenas no mês de janeiro, Salvador registrou cerca de 980 casos de violência contra mulher, um a cada 45 minutos, segundo dados das Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher. Além disso, 10.864 medidas protetivas foram distribuídas pela Justiça nos últimos dois anos na Bahia, representando apenas 37,3% dos 29.089 processos de violência contra a mulher abertos no mesmo período no estado. Atualmente, há 85.059 ações penais em curso.

“Esta é a triste realidade de Salvador e da Bahia, contra a qual tem sido cada vez difícil lutar. Portanto, é bastante oportuno que nossa capital conte com esse grande reforço, aproveitando ainda mais o competente trabalho da Guarda Municipal”, defende Ireuda. “Entendemos que o combate à violência contra a mulher e ao feminicídio opera em pelo menos duas grandes frentes: conscientização, com o objetivo de se mudar gradualmente a maneira como as pessoas pensam sobre o problema, e repressão e punição. Portanto, quanto mais investimentos tivermos nesses âmbitos, melhor”, acrescenta. Atualmente, a Polícia Militar da Bahia conta com a Ronda Maria da Penha.

Ireuda lembra ainda que municípios como Alagoinhas já desenvolve ações preventivas e de proteção à vítima de forma integral.

 

 

 

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


Ireuda Silva propõe Programa de Combate à Violência Contra a Mulher nas Escolas


Tramita na Câmara Municipal de Salvador um projeto de indicação da vereadora Ireuda Silva (Republicanos) que propõe a criação do Programa de Combate à Violência Contra a Mulher nas Escolas da capital baiana. A ideia é que a conscientização sobre o tema comece o mais cedo possível, evitando o surgimento de novos agressores e estimulando o empoderamento e a defesa da mulher.

De acordo com a matéria, o projeto seria constituído por atividades escolares, culturais e educacionais relacionadas ao combate à violência contra a mulher, para alunos, pais e responsáveis. “A violência contra a mulher é resultado do machismo existente em nossa cultura e que é introjetado desde cedo nas mentes de todos nós. Porém, quanto mais estimularmos o debate e a disseminação de informação, mais estaremos contribuindo para a diminuição desse mal que destrói tantas famílias”, avalia Ireuda, que é presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher.

Ainda segundo o projeto, “o número de casos de violência doméstica e familiar contra a mulher é alarmante no País, é sabível que existe Cifra Negra quando estes crimes não chegam ao conhecimento das autoridades, pois muitas delas são coagidas psicologicamente ou fisicamente pelos seus companheiros ou agressores e por este motivo não denunciam aos órgãos competentes a fim de colaborar com a prevenção, medida interventiva e registro dos casos de violência”.

 

 

 

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


“A violência contra a mulher também é uma violação aos direitos humanos”, diz Ireuda no Dia Internacional da Igualdade Feminina


Nesta quarta-feira (26) é também celebrado pelo mundo o Dia Internacional da Igualdade Feminina e o Dia da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão. Data importante em que ambos os temas estão intrinsecamente relacionados. Para a vereadora Ireuda Silva (Republicanos), hoje é mais uma oportunidade para a sociedade refletir criticamente sobre as condições de vida de todas mulheres, principalmente no que se refere aos âmbitos profissional e afetivo.

Destacando que é necessário comemorar as diversas conquistas alcançadas ao longo da história, a republicana aponta para o problema da violência, em suas diversas formas. “A violência contra a mulher, seja ela física, sexual, patrimonial, afetiva, também é uma violação aos direitos humanos. É inadmissível que em pleno século XXI muitas mulheres ainda sejam tratadas como se estivéssemos na Antiguidade ou na Idade Média, subjugadas pelo machismo e constantemente menosprezadas nos mais diversos ambientes sociais”, pontua Ireuda, que preside a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, lembrando que o índice de violência doméstica disparou nos últimos meses em todo o mundo.

Para a republicana, houve muitas conquistas: no mercado de trabalho, na política, nos esportes, mas defende que a sociedade assuma o compromisso de extirpar tudo o que trava esse progresso. Os homens, inclusive, devem ser aliados. “Como eu já disse em outro momento, na vida doméstica, por exemplo, o homem precisa assumir responsabilidades;  a obrigação de cuidar da casa e dos filhos não é apenas da esposa”, avalia.

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


Dia Municipal de Combate ao Racismo no Esporte completa 3 anos em Salvador


Fruto de projeto da vereadora Ireuda Silva (Republicanos), o Dia Municipal de Combate ao Racismo no Esporte completa três anos nesta quarta-feira (26). A data marca um episódio ao mesmo tempo triste e revoltante ocorrido em agosto de 2017, quando a diretora do Ifba, Edna Matos, e sua filha, foram alvos de covardes ofensas racistas em uma partida de futebol entre Bahia e Grêmio.

De lá para cá, pouca coisa mudou. Inúmeros casos continuam a acontecer, tanto entre torcedores, contra esportistas e dentro de clubes. Recentemente, uma auditoria interna no clube Pinheiros, São Paulo, revelou práticas de assédio moral e racismo de treinadores contra atletas nos últimos anos. Um deles foi o ginasta Angelo Assumpção, de 24 anos, que foi demitido do clube em dezembro e relatou ter sido alvo de racismo, principalmente em relação ao seu cabelo.

“O racismo no esporte é, como em qualquer outro contexto, fruto do período escravista, que qualificou seres humanos pela cor da pele. Essa qualificação ainda está muito presente no Brasil, embora de forma mais sutil, e afeta o desenvolvimento da sociedade, pois sufoca e oprime diversos talentos negros”, pontua Ireuda, que é vice-presidente da Comissão de Reparação e presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher. “Casos de racismo no esporte são vistos com uma frequência assustadora, tanto no calor das partidas de futebol quanto nos bastidores dos clubes, que na maioria das vezes são omissos ou até mesmo contribuem para a perpetuação de um sistema racista em suas estruturas”, acrescenta.

Ireuda também aponta para quem está à frente de entidades esportivas ou times: “Há pouquíssimas pessoas negras, embora uma parcela considerável dos esportistas seja negra. É como se a capacidade de pensar e gerenciar deles fosse constantemente subestimada”, avalia a republicana.

 

 

 

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.