Servidores estaduais da saúde se destacam em ano de pandemia

Neste ano atípico para todos os servidores, dos quais muitos precisaram adequar a rotina à produção em home-office por causa da Covid-19, alguns se destacaram na coragem e no empenho em seus postos de trabalho: os profissionais lotados na Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). São mais de 30 mil servidores atuando pela Sesab em … Leia Mais



Salvador: Leitos clínicos pediátricos para Covid-19 estão 100% ocupados

Salvador atingiu a capacidade máxima de internação em leitos clínicos para crianças diagnosticadas com coronavírus. O boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) desta segunda-feira (19) aponta que todos os 27 leitos clínicos pediátricos para tratamento da Covid-19 estão ocupados. Entre os leitos de UTI pediátrica, a taxa de ocupação chegou a 59%, dizem … Leia Mais


Infectologista fala sobre riscos da covid-19 em crianças (VEJA ÁUDIO)

Diretora do Instituto Couto Maia (ICOM), unidade de saúde da rede estadual especializada no tratamento de doenças infecto-contagiosas e voltada exclusivamente para o tratamento da covid-19 desde o início da pandemia, a infectologista Ceuci Nunes alerta os pais e responsáveis para os riscos do coronavírus nas crianças. Ela informa que nesse período do ano aumenta … Leia Mais


Ampliação do Hospital Geral Clériston Andrade está na segunda fase e ainda vai receber mais R$ 30 milhões em investimentos

Mais de um milhão de baianos, moradores de 127 municípios contam com o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), em Feira de Santana, para atendimentos pelo Sistema Único de Saúde. Dividido em dois pavimentos, o equipamento oferece desde a emergência até o atendimento em todas as especialidades de alta complexidade, incluindo cirurgias angiológicas e neurocirurgias. O … Leia Mais


Número de óbitos da Covid-19 vem caindo na Bahia


O quantitativo de óbitos de pacientes com diagnóstico positivo de coronavírus (Covid-19) vem caindo na Bahia. Esta é a análise da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) ao observar a data de ocorrência, ou seja, o dia que efetivamente houve o falecimento, ao invés do dia que ocorreu a notificação para os sistemas oficiais.
De acordo com o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, a discrepância entre a data de ocorrência e a notificação é fruto de diversas situações. “A existência de registros tardios ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus”, explicou Vilas-Boas.
Outro aspecto é a taxa de letalidade, cujo índice é calculado tendo como base o número de óbitos em comparação com a quantidade de casos confirmados de infecção pela Covid-19. A Bahia possui uma das menores taxas de letalidade do Brasil, ocupando a 22 ª colocação dentre todos os estados do país, abaixo até da média nacional. Também é o menor indicador dentre os estados nordestinos.

Por sua vez, o número total de leitos de UTI Covid ocupados em toda a Bahia vem reduzindo progressivamente. Os dados completos estão disponíveis nos boletins epidemiológicos, em www.saude.ba.gov.br/coronavirus. Os interessados também podem fazer o download da base de dados completa no link.


Fonte: Ascom/Sesab

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


Tele Coronavírus celebra os mais de 110 mil atendimentos em seu encerramento; atendimento continua no Monitora


Em um momento de união entre órgãos em favor da ciência, a solidariedade prevaleceu e deu origem ao projeto Tele Coronavírus, que reuniu estudantes de medicina voluntários para atender pessoas remotamente que tivessem sintomas ou dúvidas a respeito da Covid-19. Através do Disque 155, mais de 110.679 pessoas foram atendidas remotamente, quando receberam orientações médicas, evitando o risco de contágio ao sair de casa. Em seus 125 dias em operação, o serviço foi uma das medidas articuladas pelo Governo do Estado para diminuir o número de pessoas nas ruas e assim minimizar a quantidade de casos positivos da doença, enquanto centenas de leitos foram inaugurados ao redor da Bahia.

Apesar do encerramento do Disque 155, os serviços de atendimento à população continuam, de acordo com a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Adélia Pinheiro. “A disponibilidade do Tele Coronavírus permanece através do aplicativo Monitora Covid-19 em articulação com equipes de profissionais de saúde, atuando como promotores do bem-estar, identificando precocemente casos suspeitos da doença, facilitando o isolamento prévio desses casos e dos que são enquadrados como suspeitos”, disse. Ela também destacou o espírito de solidariedade e união de todos que fizeram parte do projeto. “Fica aqui o exemplo de que sempre que a sociedade precisar, a comunidade acadêmica, os profissionais de saúde, o poder público e os institutos de pesquisa estarão prontos para se reunir e atender à população”, complementou.

Além de prestar atendimento e tirar dúvidas por parte de profissionais capacitados, que estão nos últimos períodos acadêmicos do curso de medicina, o Tele Coronavírus também serviu para gerar dados e auxiliar no mapeamento de possíveis novos casos ao redor do Estado. De acordo com as informações divulgadas pelo último relatório do serviço, a capital segue com o maior número de atendimento com sinal de alerta, seguida por Feira de Santana e Lauro de Freitas. O secretário da Saúde (Sesab), Fábio Vilas Boas, celebra os resultados alcançados. “Precisamos parabenizar nossos voluntários, futuros médicos, que tiveram o espírito de solidariedade e tanto contribuíram neste momento em que toda a população precisava de ajuda. Após todo esse tempo em funcionamento fica claro como é importante manter esses entes, universidades, órgãos públicos, fundações, todos unidos em prol da população”, disse.

O secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro reafirma a importância do trabalho. “Mesmo antes do coronavírus chegar na Bahia, iniciamos as tratativas com a Fiocruz para esta iniciativa, que deu uma contribuição fundamental, orientando as pessoas e mapeando dados que utilizamos para a estratégia de combate à pandemia. O envolvimento dos voluntários da área de saúde foi essencial para a qualidade e para o sucesso deste serviço”, destaca.

A pesquisadora da Fiocruz Bahia e integrante da equipe que formulou o projeto, Viviane Boaventura destaca que “o projeto foi muito exitoso, tanto no aspecto assistencial quanto de educação para cidadania. Mais de 110 mil pacientes de 343 municípios da Bahia foram triados e cerca de 63% não tiveram necessidade de deslocar-se para unidade de saúde, reduzindo a circulação de pessoas doentes. Além disso, o projeto ajuda a criar uma cultura cidadã entre os futuros médicos voluntários, que prestaram um importante trabalho, ajudando a mitigar o impacto da epidemia no nosso estado”.

Um dos parceiros do projeto, a Diretoria de Ciência, Tecnologia e Inovação da Fundação Estatal Saúde da Família (FESF-Tech) foi o responsável pela criação da plataforma de atendimento. “A FESF-Tech, ao ser convidada para contribuir no Tele Coronavírus, conseguiu entregar a primeira versão da plataforma em 5 dias, com a Ufba e a Fiocruz. Ao longo desses 4 meses, a plataforma está na 14ª versão. Neste serviço, a Fesf, parceira de primeira ordem do Governo do Estado, colocou em prática a sua missão institucional que é oferecer soluções inovadoras para o SUS”, detalha Alisson Sousa, diretor da Fesf-Tech.

Idealizado pela UFBA e Fiocruz Bahia, o Tele Coronavírus recebeu apoio do Governo do Estado, através das Secretarias de Saúde (Sesab), de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), do Planejamento (Seplan), de Segurança Pública (SSP), da Administração (Saeb) e da Infraestrutura (Seinfra). Também aderiram à ação as quatro universidades estaduais (Uneb, Uesc, Uefs e Uesb), a Escola Bahiana de Medicina, a FTC Salvador, a Unifacs, a Unime, a UFRB, a UFSB, a Associação Bahiana de Medicina (ABM) e a Fesftech, esta última responsável pelo desenvolvimento de uma plataforma que é alimentada pelos voluntários.

 

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


Governo inaugura primeira unidade de referência no tratamento de doenças do fígado da Bahia


A primeira unidade de referência no tratamento de doenças do fígado no território baiano foi inaugurada na manhã desta sexta-feira (24), no Engenho Velho de Brotas, em Salvador. Vinculada ao Centro Estadual Especializado em Diagnóstico, Assistência e Pesquisa (Cedap), a Unidade de Fígado recebeu R$ 1,1 milhão em investimentos e será focada no atendimento a pacientes com hepatites virais.

Representando o governador Rui Costa, o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, fez a entrega. “Essa unidade vai matriciar as policlínicas em todo o estado, já que gastrohepatologistas lotados nestas unidades estarão conectados a todo o tempo com esta unidade, por meio da telemedicina, contribuindo para a descentralização do atendimento das doenças hepáticas em todo o território”.

Com expectativa de atender 500 pacientes por semana, a Unidade de Fígado conta com salas de procedimentos e multidisciplinar, além de ultrassonografia, farmácia e consultórios. O diretor da unidade, o hepatologista Raimundo Paraná, afirmou que “se trata de um equipamento que veio para somar, de modo a reduzir as lacunas no serviço público para atender os pacientes com doença de fígado, uma doença de extrema prevalência, que atinge milhões de brasileiros”.

Além de usuários que sofrem com hepatites virais, o local receberá também pacientes com doenças hepáticas autoimunes; induzidas por drogas; nódulos; hepáticos; doenças hepáticas crônicas; e ainda fará atendimento a pacientes no pré e pós-operatório de transplante hepático.  A Unidade de Fígado do Cedap fica na Rua do Travador, sem número, no Parque Solar Boa Vista.

Cedap

A diretora do Centro Estadual Especializado em Diagnóstico, Assistência e Pesquisa, Miralba Freira, destacou que “a Unidade de Fígado representa um grande avanço para o Cedap e para o crescimento do plano de atuação do Centro, assegurando a ampliação de atendimento para todas as hepatopatias”.

O Cedap atende sete mil pessoas em média por mês, mas possui 57 mil pacientes cadastrados em toda a Bahia. O Cedap é o centro de referência estadual para atendimento ambulatorial a Pessoas vivendo com HIV/Aids (PVHIV), Hepatites virais, Infecções Sexualmente Transmissíveis e População Transgênero.

Fotos: Mateus Pereira/GOVBA

Siga o nosso portal METRÓPOLE NOTÍCIAS nas redes sociais: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
METRÓPOLE NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.

 


Em Feira de Santana, Rui entrega Hospital Geral Clériston Andrade 2 que teve investimento de R$ 60 milhões


O Governo do Estado entregou, nesta quarta-feira (15), o maior investimento em saúde já realizado no interior da Bahia. O Hospital Geral Clériston Andrade 2 foi vistoriado pelo governador Rui Costa e oficialmente entregue à população, mas sem evento de inauguração. Instalado em uma área de 25 mil metros quadrados, o HGCA 2 contou com um investimento de R$ 60 milhões.

“Esse equipamento está entre os melhores da Bahia, incluindo os privados. Aqui tem equipamentos que a rede privada não possui, nem em Feira de Santana, nem em Salvador. É uma unidade de primeiro mundo, não só tecnicamente falando, mas também estruturalmente e esteticamente. Além disso, possui o selo verde, por possuir placa solar, estrutura para reuso de água e ar condicionados funcionando com gás natural, o que significa que o hospital terá um baixo consumo de energia elétrica, esta que funcionará de forma alternativa ao gás”, revelou o governador.

A unidade funciona em prédio de três pavimentos onde foi implantado um centro cirúrgico com 11 salas de cirurgias e outras três para procedimentos invasivos, além de um Centro de Hemorragia Digestiva e um setor de bioimgem. O HGCA 2 é considerado um prédio verde com certificação de eficiência energética e biossegurança. Outro diferencial do hospital é a informatização, os prontuários serão eletrônicos em substituição ao papel no trâmite de informações dos pacientes.

O HGCA2 fortalece ainda mais o atendimento à saúde no interior, já que a região dispõe de uma Policlínica Regional, UPA, uma maternidade regional e uma nova emergência. Todos estes investimentos em saúde realizados pelo Governo do Estado superam R$100 milhões.

Covid-19

Inicialmente, o hospital irá funcionar como centro de tratamento para pacientes com Covid-19. A unidade já começa a receber pacientes com diagnóstico positivo na noite desta quarta-feira (15). Serão ofertados 40 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para este tratamento.

Continuação das obras

A entrega do HGCA 2 é a segunda de três etapas: a primeira foi a construção da nova emergência, a segunda, o HGCA 2, e a terceira, que iniciará em breve, será a ampliação de 147 novos leitos no complexo hospitalar que une os dois hospitais, passando de 340 leitos totais para 487 leitos.

Entre as intervenções que terão continuidade estão a reforma e ampliação da internação clínica, ortopédica, neurológica e cirúrgica, além da farmácia, almoxarifado, necrotério e construção de uma nova cozinha e refeitório. Haverá ainda a requalificação do laboratório e da fachada do antigo prédio do Hospital Clériston Andrade.

Fotos: Paula Fróes/GOVBA
Secom – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia
Siga o nosso portal METRÓPOLE NOTÍCIAS nas redes sociais: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
METRÓPOLE NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


Vacina de Oxford contra a Covid-19 será testada em Salvador


Os 5 mil voluntários que serão selecionados devem ter entre 18 a 55 anos, pessoas que tenham uma alta exposição ao vírus, além de não terem sido contaminados até agora

A vacina contra a Covid-19 idealizada pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca será testada em Salvador. A informação foi divulgada pelo Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino, que coordena o processo a partir de hoje (10) na Bahia.

De acordo com a cientista-chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Soumya Swaminathan, esta é a vacina mais avançada em testagem no mundo. O projeto está entre as mais de 200 vacinas candidatas contra a Covid-19, das quais 15 já entraram na fase de testes clínicos, em humanos.

Com isso, Salvador passa a ser a terceira cidade brasileira com testes para a vacina. A capital baiana se junta a São Paulo e ao Rio de Janeiro, que desde o final de junho convidam voluntários para a aplicação das doses.

Os 5 mil voluntários que serão selecionados de Salvador devem ter entre 18 a 55 anos, precisam ser profissionais de saúde ou pessoas que tenham uma alta exposição ao Sars CoV-2, além de não terem sido contaminados até agora.

O recrutamento será feito pela internet através do site do Instituto D’Or. A seleção e o acompanhamento dos voluntários será no Hospital São Rafael.

 

 

 

 

Fonte: Metro1

Siga o nosso portal METRÓPOLE NOTÍCIAS nas redes sociais: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
METRÓPOLE NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.