Testagem para o coronavírus começa segunda-feira para estudantes e professores do Subúrbio Ferroviário (ÁUDIO)

O Governo do Estado inicia, na próxima segunda-feira (31), a testagem para o novo coronavírus no Subúrbio Ferroviário de Salvador. Esta é a primeira etapa da testagem de estudantes, professores e funcionários na capital, depois que a ação foi realizada em Ipiaú, Itajuípe, Itabuna, Ilhéus, Uruçuca e Jequié, municípios com altos índices de contaminação. A … Leia Mais





TVE exibe conteúdos para estudantes dos ensinos Fundamental e Médio

A partir desta segunda-feira (30), a TVE vai exibir, diariamente, a programação “Estude em Casa”, das 13h às 15h, desenvolvida pelo Canal Futura. A primeira 1h30 de conteúdo educativo atenderá aos currículos dos ensinos Fundamental e Médio. A meia hora final vai trazer outros programas educativos variados. A ação é resultado de uma parceria entre … Leia Mais


III SEMINÁRIO NACIONAL EDUCAÇÃO É DA NOSSA CONTA – FABÍOLA MANSUR DESTACOU INCLUSÃO PELA CIDADANIA


A presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, deputada Fabíola Mansur (PSB), foi mediadora da primeira mesa do III Seminário Nacional Educação é da Nossa Conta. Nela, os professores doutores José Marcelino de Rezende Pinto (USP) e Thiago Alves, coordenador do projeto Simulador de Custo-Aluno Qualidade (SimCAQ), trouxeram explanações a cerca do tema Financiamento da Educação e o Novo Pacto Federativo.

Fabíola parabenizou os tribunais de contas por realizarem o  seminário junto à ALBA. O evento, segundo ela, é uma das maiores atividades no país dentro da sua temática. “Trata não só de fiscalização e controle das políticas públicas, mas sobretudo traz o debate com vários atores da educação, com o controle social, com a sociedade civil, para que a gente possa, cada vez mais, não só melhorar o financiamento, mas a gestão, na inclusão do cidadão através da educação”, disse.

Fabíola destacou ainda o quão importante é o financiamento à educação para que o Brasil vença as desigualdades, tema do debate. Ela criticou falsas comparações, como a de que o Brasil investe um percentual do seu PIB muito semelhante ao percentual de outros países da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

O professor José Marcelino fez uma crítica ao Governo Federal, que tem mirado no modelo chileno de educação. “O Chile está desmontando o seu sistema exatamente em função das distorções. É o país mais privatizado em educação básica.  60% da matrícula do Chile é privada. Isso não existe no mundo. Você vai nos países ricos, 90% das matrículas são do sistema público. Aí, o Paulo Guedes vende essa ideia. O sistema de voucher no Chile permitiu transferir recursos públicos para escola privada. Um caos. Por quê? Porque a escola escolhe o aluno. As escolas privadas lá não querem filhos de pobres”, censurou.

Munido de planilhas e gráficos, ele demonstrou ainda que o gasto por aluno no Brasil é a metade do que é tido como mínimo nos países da OCDE. “É possível gastar muito com educação e fazer bobagem, mas não se pode comprar o discurso de que se repassa muito dinheiro para a educação no Brasil”, afirmou.

Segundo o professor Thiago Alves, o repasse do governo para o Fundeb é atualmente de 10%, sendo 90% do valor depositado pelos estados e municípios. A proposta é de que o governo federal, detentor de mais de 60% da arrecadação nacional, participe com 40%. Mas a ideia enfrenta dificuldades.

Em sua exposição, Thiago falou sobre financiamento da educação básica e desafios do regime de colaboração. Ele disse que o aumento da participação federal para 40% do Fundeb impactaria em 40 milhões de matrículas e lamentou que o assunto esteja sendo pouco debatido na mídia.

 

 

 

ALBA

Siga o nosso portal METRÓPOLE NOTÍCIAS nas redes sociais: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
METRÓPOLE NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


Governo libera crédito suplementar acima de R$ 15 milhões para as universidades estaduais


 

As quatro universidades estaduais da Bahia (Uneb, Uesc, Uesb e Uefs) irão receber um crédito suplementar no valor de R$ 15.796.612 milhões no orçamento deste ano, conforme o Decreto Financeiro nº 15, de 4 de março de 2020, assinado pelo governador Rui Costa. A publicação do decreto, no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (5), ocorreu um dia após a reunião dos secretários da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues; da Administração, Edelvino Góes; e da Fazenda, Manoel Vitório, com o Fórum dos Reitores das Universidades Estaduais do Estado da Bahia, realizada na sede da Secretaria da Educação, e que teve o orçamento como um dos pontos de pauta.
Jerônimo Rodrigues destaca que “o secretário Manoel Vitório falou sobre a responsabilidade do Estado, neste momento de crise econômica no país, para garantir o equilíbrio fiscal, e, mesmo assim, Rui vem e assume esta responsabilidade. A liberação do crédito só reforça o quanto o governador é corajoso nesta atitude de fortalecimento das nossas estaduais”.
O secretário da Educação acrescenta que “claro que se as universidades estão fortalecidas, temos a garantia do ensino de qualidade para diplomar profissionais, garantir pesquisas, cursos de extensão, e, sobretudo, a formação inicial de professores para o fortalecimento da Educação Básica, mantendo uma aproximação das escolas da redes estadual e municipais”. Ele lembra ainda que o Estado vem cumprindo o repasse orçamentário para as quatro universidades estaduais.
De acordo com o decreto, o crédito da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) será de R$ 6.843.241 milhões. Os recursos deverão ser investidos na construção de espaço físico e no aparelhamento de unidade universitária e no apoio a ações de Pesquisa e de Iniciação Científica e Tecnológica. Do total da Uesc, R$ 100 mil serão voltados ao apoio ao Programa Universidade para Todos (UPT), cursinho pré-vestibular que tem o objetivo de promover o acesso de estudantes da rede pública ao Ensino Superior.
Para a Universidade do Estado da Bahia (Uneb), o crédito suplementar é de R$ 3.475.832 milhões, que deve ser empregado em questões que vão desde a gestão acadêmica de cursos de graduação e pós-graduação à ampliação e renovação da frota de veículos.
Para a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), o valor destinado é de R$ 3.472.454 milhões, voltado à manutenção de serviços técnico e administrativo; apoio ao funcionamento da atividade acadêmica; realização de ação de extensão universitária; e gestão das ações de ensino de graduação e pós-graduação.
Já a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) terá um crédito suplementar de R$ 2.005.085 milhões, destinado à realização de processos seletivos; manutenção de serviços técnico e administrativo; apoio a ações de pesquisa e de iniciação científica e tecnológica; e o apoio ao Programa Universidade para Todos, dentre outros.

O coordenador de Projetos Estratégicos da Secretaria da Educação, Marcius Gomes, ressalta que a Bahia é o terceiro estado no ranking nacional com o maior número de universidades estaduais, atrás apenas de São Paulo e Paraná. “A suplementação do crédito é, sem dúvida, mais um esforço do Estado para manter esta rede de universidades de excelência que temos na Bahia e com reconhecida qualidade do ensino, da pesquisa e da extensão”, afirma.

Foto: Daniele Rodrigues/GOVBA

Secom  – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia

Siga o nosso portal METRÓPOLE NOTÍCIAS nas redes sociais: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
METRÓPOLE NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


Rui alcança número de 400 escolas públicas visitadas


 

O governador Rui Costa visitou 400 escolas da rede pública na Bahia. O número foi alcançado nesta segunda-feira (2), no Colégio Polivalente Monsenhor Luiz Ferreira de Brito, em São Sebastião do Passé, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Além de conhecer as instalações e assistir a apresentações de música e dança, Rui se reuniu com a comunidade escolar, com a qual conversou por mais de uma hora, e anunciou o investimento de R$ 2 milhões na unidade, para a construção de mais 15 salas de aula, quadra coberta e outros benefícios.
Na ocasião, Rui lembrou que a Secretaria da Educação é responsável pelo planejamento das diretrizes que serão seguidas na rede estadual, “mas é na escola que a educação acontece. Essas visitas são muito importantes. Elas têm um propósito, em primeiro lugar, de conhecer as escolas. Nas visitas, nós aprendemos muito, conhecemos os projetos inovadores e as iniciativas positivas, que podem ser replicadas em outras unidades, e também observamos o que precisa ser corrigido, seja no aspecto físico ou no funcional”.
O secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, destacou que a visita às escolas leva a mensagem de que o governador acredita na instituição. “Isso é uma escuta. Há as reivindicações da parte pedagógica, de infraestrutura e das questões salariais. Então, a reunião proporciona resolutividade para essas questões”.
Segundo Rodrigues, o governador orienta as escolas durante as visitas, valorizando os profissionais. “Quando ele vai embora, fica para a secretaria uma obrigação, que é dar resolutividade. Por isso, por toda a Bahia, estamos fazendo licitações, reformas, contratação e formação continuada de profissionais, observando a alimentação, o transporte, o material didático, além de outras coisas”.
No Colégio Polivalente, em São Sebastião do Passé, Rui conheceu Casten dos Santos, 17 anos, participante do programa Mais Estudo. “Eu entrei no ensino médio bastante ansioso. Tive aulas com os professores e consegui pegar o método de estudos”, disse o estudante. Foi assim que ele conseguiu tirar dez em português e matemática e alcançar a vaga de monitor. “Recebi R$ 200 por mês e estou juntando para comprar uma impressora. Meu sonho é ter um computador completo e um celular. Este ano, o governador já disse que vai ampliar o programa e espero me classificar novamente”.
Melhorias
Para a diretora do colégio, Evanice Pereira, a visita do governador contribui para a melhoria das escolas, tanto na qualidade do ensino como na estrutura. “O governador informou que há uma licitação já pronta para que a gente construa nossa quadra de esportes e mais 15 salas de aula. Isso ajuda muito no processo de ensino, porque os alunos se interessam pela escola. O esporte ajuda a envolver os alunos, tirando o foco das drogas. Nós vamos ter espaços variados para projetos de artes, auditório, cozinha e quem ganha não é a escola, são os alunos e a cidade”.
Uma das 400 unidades visitadas por Rui foi o Colégio Estadual Félix Mendonça, em Itabuna, em 2015. “Após a visita, tivemos algumas intervenções na escola como revisão da parte hidráulica e elétrica, além de pintura e troca de mobiliário. A escola passou a ter mais credibilidade e o número de matrículas aumentou, pois todos querem estudar na escola que o governador visitou”, ressaltou a diretora da unidade, Rose Guerra.
Fotos: Manu Dias/GOVBA
Fonte: Secom  – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia
Siga o nosso portal METRÓPOLE NOTÍCIAS nas redes sociais: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
METRÓPOLE NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.

Estado abre 10 mil vagas para monitores do programa Mais Estudo


A Secretaria da Educação do Estado da Bahia divulgou, no Diário Oficial desta quinta-feira (20), o edital para mais 10 mil vagas do Programa Mais Estudo. O programa contemplará com uma bolsa de R$ 200, por mês, de março a maio, estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental e da 1ª a 4ª séries do Ensino Médio, para que possam dar monitoria em Língua Portuguesa e Matemática aos colegas, contribuindo para o processo de ensino e aprendizagem. O investimento é de R$ 6 milhões nesta primeira etapa do programa para o ano letivo de 2020.

O governador Rui Costa falou sobre a importância do programa. “O Mais Estudo é um programa que me dá muito orgulho, uma corrente do bem pela educação. Ouvi da estudante Estefany Santos que, estudando para ensinar, se aprende mais. Eu acredito nisso e oriento os estudantes para que procurem a direção das escolas para se inscreverem”, afirmou.

Para participar, além de estar regularmente matriculado, o estudante deve ter obtido média igual ou superior a oito na disciplina que pretende atuar como monitor. Além disso, as unidades escolares precisarão fazer a adesão ao programa, preenchendo um formulário disponibilizado no Portal da Educação, mesmo site para que as escolas realizem a inscrição no período de 27 de fevereiro a 4 de março de 2020.

Também caberá à escola a seleção dos estudantes, bem como mobilizar e registrar, em documento próprio, os professores e/ou articuladores que irão atuar como supervisores dos estudantes monitores.

Sobre o Mais Estudo

O programa foi lançado em 2019, quando foram oferecidas 10 mil vagas e destinados investimentos de R$ 10 milhões. As aulas aconteceram no turno diferente ao qual os estudantes estão matriculados. Com a linguagem própria da juventude, os monitores ajudaram os colegas a desenvolverem seus conhecimentos e habilidades, tanto que já há registros de melhoria nas notas dos envolvidos e de redução da reprovação. Os monitores são acompanhados por professores supervisores e coordenadores pedagógicos.

A estudante Estefany Santos, 16 anos, citada pelo governador Rui Costa, foi uma das monitoras no ano passado, do Centro Estadual de Educação Profissional em Tecnologia da Informação e Comunicação (CEEPTIC), em Lauro de Freitas. Ela falou sobre o significado do projeto: “A valorização do estudante transforma a educação. Poder ajudar os nossos colegas, que são, na maioria, de baixa renda, é contribuir para mudar a realidade deles”.

A partilha de conhecimentos motiva a todos os envolvidos no Mais Estudo, como atestou Diego Souza, 16, que fez o 9º ano, em 2019, e foi monitor no Colégio Estadual Governador Otávio Mangabeira, no bairro de Saboeiro, em Salvador. “Este projeto é muito interessante, pois muitos estudantes podem aprender os assuntos de uma forma mais leve, porque nós temos a mesma linguagem e, por conta disso, eles se sentem mais próximos”.

Secom – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia

Siga o nosso portal METRÓPOLE NOTÍCIAS nas redes sociais: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
METRÓPOLE NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


Secretaria da Educação e comunidade de Sussuarana dialogam sobre construção de escola


A comunidade de Sussuarana, em Salvador, está comemorando a construção de uma nova escola de grande porte e de tempo integral no bairro. A unidade escolar será composta por 35 salas de aula, campo society, quadra poliesportiva coberta, auditório, refeitório, biblioteca e laboratórios de Ciência e de Informática. Nesta quinta-feira (13), técnicos e dirigentes da Secretaria da Educação do Estado apresentaram o projeto a representantes de associações comunitárias e a gestores das escolas estaduais Ruth Pacheco e Deputado Herculano Menezes. A nova escola será edificada em uma área de oito mil metros quadrados e beneficiará 2,5 mil estudantes.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, destacou a importância do diálogo com a comunidade. “Não queremos chegar com a implantação de um novo projeto de escola sem dialogar com a comunidade escolar e do entorno, pois o investimento que nós estamos fazendo é o que a comunidade precisa. A gente entende que o objetivo é a Educação, mas esta escola também será um espaço de interface entre a comunidade e seus projetos de cultura, esporte, formação profissional, pois a comunidade poderá utilizar os equipamentos que lá forem instalados”, disse.

O presidente da Associação de Moradores do Conjunto Habitacional de Sussuarana, Antônio Carlos Ferreira, ressaltou que a nova escola trará muitos benefícios para a comunidade. “Esse novo colégio que vai ser implantado é de uma extrema necessidade para toda a Sussuarana, incluindo o Novo Horizonte. Agora, eu vejo a realidade se concretizando e estamos de braços abertos para ajudar na construção desse colégio de grande porte que todos almejamos”, afirmou.

A diretora do Colégio Estadual Ruth Pacheco, Sandra Pitanga, também falou sobre o projeto. “Ter um empreendimento educacional desse porte, em Sussuarana, é um sonho de mais de dez anos, que hoje o Governo do Estado traz como realidade. Pensar em uma escola que venha atender a nossa comunidade é trazer não somente qualidade de vida, mas a expectativa de futuro”, salientou.

Já o representante do Grupo de Apoio das Causas Culturais e Sociais de Sussuarana (GACCSS), Alex Souza, comentou a iniciativa da secretaria em dialogar com a comunidade. “A Educação é um dos fatores fundamentais para a nossa comunidade e agora teremos uma escola com uma nova estrutura e perfil educacional. E o que nos deixa mais felizes é o fato de estarmos participando do diálogo sobre esta construção”.

Novas escolas 

Até 2022, mais 60 escolas serão construídas na Bahia. Além de Sussuarana, serão construídas, em Salvador, unidades escolares de grande porte nos bairros de Cabula, Imbuí, Paripe, Vila Canária, Pau da Lima, São Cristóvão, Lobato e Fazenda Grande. A licitação para a construção de 17 novas escolas estaduais e mais três Complexos Esportivos Educacionais, além da ampliação e reforma de 150 unidades escolares em toda a Bahia, já foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), no dia 1º de fevereiro. Esta licitação envolve investimento de mais de R$ 464 milhões e inclui as escolas dos bairros de Sussuarana, Lobato, Fazenda Grande e Imbuí.

 

Fonte: Secom – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia

Siga o nosso portal METRÓPOLE NOTÍCIAS nas redes sociais: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
METRÓPOLE NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.