Dinailton declara que a OAB não é para “manter privilégios da elite”


Ex-presidente quer voltar ao cargo para devolver a função social da entidade

Rádio Bom Jesus, em Lapa, com o advogado Edvaldo Araújo em entrevista a Fernando Abreu

Neto de trabalhador rural, Dinailton Oliveira foi o primeiro advogado da família e entre seus orgulhos está o de ter presidido a entidade máxima da advocacia no estado, a OAB-BA, de 2004 a 2006. Segundo ele, esse foi um dos motivos que o levou a aceitar a convocação de colegas para pleitear voltar ao cargo, por acreditar que a Ordem “é para defender toda a categoria e a sociedade, cumprindo sua função social, e não apenas manter privilégios da elite como vemos hoje”.

A declaração foi feita em entrevista ao repórter Fernando Abreu, do programa Jornal da Hora, da Rádio Bom Jesus FM, no município de Bom Jesus da Lapa, no oeste baiano, no início da tarde desta quarta-feira (29). O pré-candidato se encontra na região para ouvir os colegas sobre a situação real da advocacia local, os entraves e as necessidades para tornar o exercício profissional mais célere e respeitado.

Iluminados

“Quando me elegi para a presidência da Ordem, quebrei uma hegemonia da instituição de só eleger os considerados iluminados, representantes de famílias tradicionais. Eu era classificado como líder da plebe. E hoje, 15 anos depois, a situação do Judiciário para a prestação jurisdicional é ainda pior, é lastimável”, enfatizou. E deixou claro que entre as prioridades do movimento ´OABpraValer´, que o apoia, estão a defesa das prerrogativas dos advogados e a retomada do enfrentamento pela reestruturação do Judiciário, lutas que marcaram sua administração.

Na campanha ´Justiça pra Valer´, que empreendeu em sua gestão e mobilizou todo o estado, Dinailton Oliveira contou que conseguiu sensibilizar o Conselho Nacional de Justiça a propor um convênio aos três poderes no estado, assinado no final de 2006, com o objetivo de sanar as deficiências apontadas. “Mas, pasmem, esse acordo foi arquivado pela própria diretoria da Ordem que me sucedeu, com a desculpa de que as providências já estariam sendo adotadas”.

Segundo o pré-candidato à OAB-BA, a região oeste é um exemplo da necessidade de reestruturação do Judiciário, citando o fechamento e agregação de comarcas, a carência de juízes e serventuários, o que obriga todo cidadão de Ibitiara e Novo Horizonte, que tenha um direito ferido, a se deslocar até o município de Seabra para ter acesso à Justiça. “É humanamente impossível um juiz dar conta de até 20 mil processos. E, com a pandemia, esse quadro só se agravou”.

Dinailton deu a entrevista à Rádio Bom Jesus acompanhado do advogado Edvaldo Ramos de Araújo, que fez questão de dar seu testemunho: “Apoio Dinailton porque na sua gestão todos os advogados eram respeitados, do mais jovem ao mais antigo. Ele visitou todo o estado e trouxe a Bom Jesus da Lapa as autoridades do Judiciário para ver de perto a situação de cada região. Esse é o momento de retomarmos a busca pelo respeito à categoria, com a independência que sei que ele tem para dialogar com os poderes”.

 

Fonte: ASCOM / Advogado Dinailton Oliveira

 

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.