Comitiva do Governo do Estado em missão internacional na Europa

Comitiva baiana encaminha acordos de cooperação com Ministérios da Agricultura e do Turismo de Portugal Cooperação tecnológica e comercial entre Portugal e a Bahia para divulgação das oportunidades de negócios e atração de jovens investidores portugueses para o estado. Este é o objetivo do acordo firmado nesta segunda-feira (25), em Lisboa, entre a comitiva do … Leia Mais



Exportações baianas alcançam US$ 946,3 milhões, maior valor do ano

  Em setembro, as exportações baianas alcançaram US$ 946,3 milhões, maior valor do ano, com crescimento de 49,6% em relação a igual mês de 2020. “Os números são animadores, vivemos o melhor setembro desde 2014 e no acumulado do ano, já atingimos US$ 7,23 bilhões em exportações. O crescimento das vendas para China continuam crescendo, … Leia Mais



‘Aumentar a arrecadação da Bahia é prioridade’, diz Leão em evento do Confea/Crea

O vice-governador João Leão, secretário do Planejamento, afirmou que aumentar a arrecadação da Bahia e interiorizar os investimentos são prioridades, durante a 5ª Reunião Ordinária do Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea, no Grand Hotel Stella Maris, nesta quarta-feira (06). O gestor, que representou o governador Rui Costa, apresentou obras e projetos estruturantes que estão … Leia Mais


Com crescimento de 6,5% proposta orçamentária da Bahia para 2022 prevê R$ 52,6 bilhões


PLOA foi entregue pela Seplan à Alba nesta quarta-feira 

O Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) da Bahia, para 2022, prevê um crescimento de 6,5% em relação ao orçamento executado este ano. O documento foi entregue pelo vice-governador João Leão, secretário do Planejamento, ao presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), deputado Adolfo Menezes, nesta quarta-feira (29). O orçamento previsto para o próximo ano é de R$ 52,6 bilhões, enquanto que para o exercício 2021 foi de R$ 49,3 bilhões. Já a estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) baiano para o ano que vem é de 3,3%, maior que a projeção nacional que é de 2,1%.

Segundo João Leão, a proposta reflete a expectativa para a economia com base na conjuntura atual e nas possibilidades de crescimento para o próximo ano. “Importante ressaltar que a atual proposta cumpre os limites legais quanto à manutenção e desenvolvimento do ensino, às ações e serviços de saúde e ao desenvolvimento da ciência e tecnologia. Com relação ao valor destinado ao combate e erradicação da pobreza, encontra-se de acordo com o determinado pela legislação estadual”, explica.

Leão também destaca que o orçamento do Estado, desde 2014, cresceu 42,3% e a arrecadação de ICMS 63,9%. Para ele, do ponto de vista do planejamento orçamentário, a proposta entregue na Alba contempla a continuidade das ações governamentais em andamento e a gestão estratégica dos Programas do Plano Plurianual Participativo do Estado da Bahia – PPA 2020-2023, “mesmo diante de um cenário econômico de incertezas e de dificuldades relativas à escassez de recursos para a execução das despesas”.

“Apesar das dificuldades econômicas e, sobretudo, de natureza política, causadas pelo Governo Federal, além de uma gravíssima crise sanitária com a pandemia, a Bahia continua realizando grandes investimentos públicos, orientando os gastos públicos para as áreas prioritárias de saúde, educação, saneamento e infraestrutura, atendendo ao cidadão e à cidadã que mais precisam do poder do Estado”, ressalta Adolfo Menezes, presidente da Alba, ao comentar a projeção de crescimento do Orçamento de 2022 em relação ao ano corrente.

De acordo com a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Seplan, a recuperação da confiança pelos agentes econômicos e a continuidade de investimentos, sejam públicos, privados ou mesmo nas modalidades de Parcerias Público-Privadas (PPP) e concessões públicas são determinantes para o desenvolvimento da economia baiana nos próximos anos.

O vice-governador destacou também, dentre os grandes investimentos do estado, a construção da Ponte Salvador-Itaparica e o Sistema Viário Oeste (SVO), a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), as obras do Porto Sul, a matriz energética alternativa (eólica e solar), além da instalação do Polo Agroindustrial e Bioenergético do Médio São Francisco e outros projetos agroindustriais e agropecuários na Região Oeste da Bahia. Na Região Metropolitana de Salvador (RMS), segundo ele, destacam-se os investimentos na mobilidade urbana, com a ampliação do sistema metroviário e de construção do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos).

Composição 

 A composição do Orçamento proposto para 2022 está representada pelos Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social com R$ 51,6 bilhões, ou seja, 98,1% dos recursos, distribuídos entre o Orçamento Fiscal com R$ 34,7 bilhões e o Orçamento da Seguridade Social com R$ 16,9 bilhões, com participação de 66% e 32,1%, respectivamente. Complementando, o Orçamento de Investimento das Empresas, integrado pelas estatais não dependentes, totaliza R$ 1 bilhão e contribui com 1,9% do total orçado.

A Área Social, que detém a maior participação no orçamento total do estado, está contemplada com 61,3% do total de recursos orçados para 2022, ou seja, R$ 31,6 bilhões. Têm participação destacada, concentrando aproximadamente a metade da despesa total prevista nesta Proposta, as funções Saúde (15,1%), Educação (13,2%) e Segurança Pública (9,9%), além da Previdência Social (16,6%). Vale salientar que, do total de R$ 6,8 bilhões destinados à função Educação, não estão incluídos os aportes do Estado ao Fundeb, no valor de R$ 6,4 bilhões.

Revisão do Plano Plurianual (PPA) 2020-2023 

Na oportunidade, além do PLOA, o titular da pasta do Planejamento entregou ao presidente da Alba o Projeto de Lei de Revisão do Plano Plurianual (PPA) 2020-2023, revisada em 2021, que contou com dois processos distintos. O primeiro, referente a revisão dos Indicadores de Programa, conclui o processo iniciado em 2020, com a revisão dos demais componentes do plano. Com a identificação de possibilidades de melhorias e o Relatório de Auditoria Operacional do TCE, realizou-se uma ampla análise de todos os componentes a fim de corrigir, complementar e melhorar conteúdos e informações. Diante da pandemia de Covid-19 e seus desafios, optou-se por realizar a revisão dos Indicadores apenas no ano de 2021, de acordo com a Seplan.

O segundo processo consistiu na revisão de Metas e Iniciativas a partir da identificação de problemas e entraves ocorridos nos processos de Monitoramento, Avaliação e Orçamento, que sucedem o PPA no Ciclo de Planejamento e que precisaram ser corrigidos no plano plurianual. Estes pontos foram levantados pelas equipes internas da Seplan e ainda também pelas equipes das secretarias responsáveis pelos componentes.

Fonte/Foto: ASCOM / SEPLAN – Secretaria de Planejamento

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


Em Santa Catarina, Leão assina memorando de entendimentos com 15 produtores de uva


A previsão é de gerar 225 empregos e compor o Polo Agroindustrial do Médio São Francisco 

Em viagem a Santa Catarina, vice-governador João Leão, secretário do Planejamento, assina memorando de entendimentos com 13 produtores rurais de uva de Santa Catarina para implantação de polo de vitivinicultura no município de Barra, onde está sendo implantado o Polo Agroindustrial e Bioenergético. A assinatura ocorreu durante visita à vinícola Panceri, na cidade de Tangará, nesta quinta-feira (23). O grupo, que produz vinho,  esteve no Vale e Médio São Francisco baiano em agosto deste ano, quando conheceu o potencial produtivo das regiões.

“Viemos conhecer de perto a produção catarinense e assinar o memorando de entendimentos para implantação de polo produtor em Barra. Nosso terroir é propício e estamos buscando fechar parcerias que façam a região prosperar. O Vale do São Francisco já é conhecido internacionalmente pela qualidade na produção de frutas, agora queremos alavancar o Médio São Francisco, que tem potencial na produção frutícola, de bioenergia e agroindustriais”, declara Leão.

O entendimento é que os produtores constituam cooperativa para produção de uva e vinho, implantem área agrícola mínima de cinco hectares por produtor destinada à plantação de uva em até dois anos, promovendo a geração de aproximadamente 225 empregos diretos na efetividade do projeto, promovendo o treinamento e a capacitação de mão de obra especializada, prioritariamente local, a ser aproveitada no empreendimento.

A comitiva do vice-governador esteve ainda na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, onde foi recebido pelo presidente da casa, o deputado estadual Mauro Nadal. Visitou ainda mais duas vinícolas, a Florete, no município de Pinheiro Preto e a Santa Augusta, na cidade de Videira.

Na sexta (24), o grupo irá à vinícola Villagio Grando e terá uma agenda com o grupo Cosan, empresa brasileira com negócios nas áreas de açúcar, álcool, energia, lubrificantes e logística. Já no sábdo. Já no sábado (25), a comitiva vai visitar a Tinturaria HJ, do ramo  têxtil.

 

Fonte: ASCOM / SEPLAN – Secretaria de Planejamento

Fotos: Divulgação
Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.

Leão diz que quer ser candidato em consenso com a base aliada de Rui (Veja vídeo)


Leão diz que quer ser candidato em consenso com a base aliada de Rui

“Eu quero ser candidato a governador da Bahia, porém tenho que convencer meus companheiros Jaques Wagner, Otto Alencar, Rui Costa, Davidson Magalhães, Lídice da Mata, todos os companheiros que estão no nosso grupo político”. A declaração foi do vice-governador João Leão, secretário do Planejamento, dads durante entrevista ao programa Sete em Ponto, da Rádio Metrópole, na noite da última quarta-feira (15). O presidente estadual do PP também disse ao vereador Geraldo Jr, apresentador do programa, que o MDB “é bem vindo na base de sustentação do Governo Rui Costa”.

“Nosso objetivo é chegar em 2022 com nosso grupo – PP, PSD, PT, PSB, PCdoB e outros que compõem nossa base aliada. O que queremos é ter perseverança e mostrar aos companheiros que o ideal seria João Leão candidato a governador”, disse o vice-governador.

Leão afirmou ainda que o caminho que tem seguido é a busca da “amizade e companheirismo” com todos os companheiros da base política que governa a Bahia há mais de uma década.

 

 

Fonte: ASCOM / Vice-governador

Foto: Divulgação

 

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


‘Evolução da economia’, diz Seplan sobre crescimento de 6,7% do PIB baiano


“A evolução da economia, evidenciada pelo resultado do PIB, nos deixa muito satisfeito e devemos comemorar esse resultado, embora tenhamos plena convicção de que o estado tem potencial e dentro de algum tempo estará em um patamar muito acima do que se encontra”. A avaliação é do vice-governador João Leão, secretário estadual do Planejamento. O Produto Interno Bruto (PIB) baiano cresceu 6,7% no segundo trimestre de 2021 em comparação ao mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano o crescimento registrado foi de 3,2%. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (2), pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Seplan.

No 2º trimestre de 2021, o PIB totalizou R$ 96 bilhões, sendo R$ 86 bilhões referentes ao Valor Adicionado (VA) e R$ 10 bilhões aos Impostos sobre Produtos líquidos de Subsídios. No que diz respeito aos grandes setores, a Agropecuária apresentou Valor Adicionado de R$ 21,5 bilhões, a Indústria R$ 16,6 bilhões e os Serviços R$ 47,9 bilhões.

Nos seis primeiros meses de 2021, o PIB totalizou R$ 183,1 bilhões, sendo R$ 162,1 bilhões referentes ao Valor Adicionado (VA) a preços básicos e R$ 20,9 bilhões aos Impostos sobre Produtos líquidos de Subsídios. No que diz respeito aos grandes setores, a Agropecuária apresentou Valor Adicionado de R$ 29,2 bilhões, a Indústria R$ 34,6 bilhões e os Serviços R$ 98,3 bilhões.

 

 

Fonte: ASCOM / SEPLAN – Secretaria de Planejamento

Foto: Mateus Pereira / GovBA

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.


PIB do Agro cresce 8,5% e governo baiano comemora resultados


Seguindo a sequência de resultados positivos no segundo trimestre do ano na economia da Bahia, as pastas estaduais do Planejamento e da Agricultura comemoram nesta terça-feira (14) o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio, que registrou crescimento de 8,5%, na comparação com o mesmo período em 2020. O Indicador de Confiança do Empresariado Baiano (ICEB), em agosto, também foi celebrado pelo Governo. Apesar de ainda pontuar negativamente, indica redução da desconfiança no meio empresarial baiano e apresenta considerável evolução na relação com o mesmo período do ano passado, passando de -301 para -41 pontos.

“Nós temos observado um movimento de evolução que se repete em vários segmentos da economia. O resultado do PIB do segundo trimestre, que saiu no início do mês, já sinalizava o movimento positivo da economia, foi assim também com o resultado do varejo da semana passada e, hoje, os números do PIB do Agronegócio e o ICEB, com ambos registrando considerável evolução, nos confirmam que temos motivo para comemorar. Mas a reorganização da economia baiana requer muitos esforços e temos trabalhado arduamente para isto”, avalia o vice-governador João Leão, secretário do Planejamento.

De acordo com a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Seplan, em valores monetários, o agronegócio baiano totalizou R$ 33,8 bilhões. No segundo trimestre, todos os subsegmentos do segmento registraram expansão com destaque para a agroindústria e a própria produção agrícola. Entre as culturas que mais contribuíram para o bom desempenho do agronegócio baiano, destacam-se: a produção física de soja com crescimento de 12,6%; banana com crescimento de 3,4%; uva (15,3%) e batata (93,5%). Por outro lado, as culturas de milho, feijão, algodão, mandioca e tomate têm registrado queda na produção física.

O secretário de Agricultura, João Carlos Oliveira, atribui o crescimento do agronegócio ao trabalho desenvolvido pelo governo estadual junto ao segmento. “Os números do agronegócio baiano vêm crescendo já há algum tempo. Temos batido recordes em várias cadeias produtivas e essas performances resultam nos bons números percebidos nos seguidos levantamentos do setor. Os 8,5% de acréscimo ao PIB do Agro, noticiados agora pela SEI, só confirmam esse crescimento consistente que é resultado do trabalho sério do Governo do Estado e da SEAGRI junto a todas as cadeias produtivas. E esse trabalho vai continuar a render frutos, referendando a força da agropecuária baiana, criando empregos e renda, fixando as famílias no campo com qualidade de vida e, por tudo, contribuindo para que a Bahia se agigante cada vez mais”.

Já o resultado do ICEB, indicador mensurado numa escala de -1.000 a 1.000 pontos, representou uma melhora de 60 pontos quanto ao averiguado em julho. Trata-se do quinto avanço mensal, fortalecendo, assim, a trilha de recuperação da confiança empresarial. Em relação ao registrado um ano antes, significou uma variação de 260 pontos a mais. Integrante do corpo técnico da SEI, Luiz Lobo, destaca a recuperação da confiança por parte do empresariado baiano. “Ao se somar às altas ocorridas nos meses anteriores, o aumento mensal de agora reforçou a trajetória de recuperação da confiança, ampliando as chances de repercutir algum nível de otimismo em breve”, explica.

 

 

Fonte/Foto: ASCOM / SEPLAN – Secretaria de Planejamento

 

Siga o nosso portal WWW.CENTRALDASNOTICIAS.COM.BR nas redes sociais de: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Facebook: maryluzia.dinda
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Contato: (71) 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Diretor Adm – Márcio Gomes
Contato : 75 9.9995-9194
CENTRAL DAS NOTÍCIAS – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.